Scram!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Scram!
A chave do problema (BR)
 Estados Unidos
1932 • pb • 20 min 
Direção Raymond McCarey
Roteiro H.M. Walker
Elenco Stan Laurel
Oliver Hardy
Richard Cramer
Arthur Housman
Vivien Oakland
Wilson Benge
Género Comédia
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Scram! (br.: A chave do problema) é um filme de curta metragem estadunidense de 1932, dirigido por Raymond McCarey. Faz parte da série cinematográfica protagonizada pela dupla Laurel & Hardy, conhecida no Brasil como "O Gordo e o Magro".

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Stan e Ollie ("O Gordo e o Magro") são levados à corte do severo Juiz Beaumont (Richard Cramer), por terem sido pegos pela polícia dormindo em um banco de uma praça. O juiz não os condena à prisão somente pelo fato da cadeia estar cheia mas lhes dá uma hora para que deixem a cidade. Depois, Stan e Ollie caminham à noite debaixo de uma grande tempestade e se encontram com um bêbado bem vestido (Arthur Housman), que não consegue dirigir seu carro porque perdera as chaves. Os dois o ajudam a procurá-las e quando as avistam num bueiro conseguem recuperá-las (depois de muitas trapalhadas e algumas quedas dentro do buraco). Agradecido pela ajuda, o bêbado os convida para passarem a noite em sua mansão ao saber que a dupla não tem onde ficar. Ao chegarem à porta da propriedade, o bêbado naturalmente não encontra a chave. Stan e Ollie tentam entrar na casa pela janela enquanto o bêbado cai dentro da casa pois a porta estava aberta. Depois da tradicionais trapalhadas e muitas quedas da dupla, os três se reencontram dentro da casa e o bêbado os manda irem para um quarto, subindo uma escadaria. Depois que Stan e Ollie o deixam, aparece um empregado e o bêbado percebe que entrou na casa errada e vai embora. Stan e Ollie vestem roupões e se preparam para dormir e resolvem antes ver como o bêbado está. No corredor, a esposa do proprietário da casa (Vivien Oakland) os vê e desmaia de susto. Ao tentarem reanimá-la com um copo d'água, os dois não percebem que dão álcool para a mulher, pois pegaram um jarro em que o bêbado pusera a bebida antes de ir embora. A mulher fica embriagada e leva Stan e Ollie para o seu quarto onde os três são acometidos de várias crises de gargalhadas. O proprietário da casa chega e ao ouvir o barulho, vai ao quarto da mulher e a vê, com Stan e Ollie, gargalhando na cama. Os dois reconhecem o homem como sendo o Juiz Beaumont e Stan apaga a luz e a partir daí só se ouve os barulhos dos tiros.

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

  • De acordo com o livro Laurel & Hardy Compleet do especialista em Laurel e Hardy, Thomas Leeflang, esse filme foi banido da Holanda em 1932. Moralistas condenaram como indecente a cena em que Laurel & Hardy estão na cama com a mulher. O diretor Raymond McCarey dirigiu Os Três Patetas numa cena similar no curta Three Little Pigskins (1934), quando o trio aparece de roupão num apartamento com três mulheres (uma delas é Lucille Ball ainda loira).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]