Navy Seals

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Seals)
Ir para: navegação, pesquisa
Navy Seals
US Navy SEALs insignia.png
Insígnia dos Navy Seals
País  Estados Unidos
Corporação Marinha dos Estados Unidos
Subordinação Comando Naval de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos
Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos
História
Guerras/batalhas Segunda Guerra Mundial
Guerra do Vietnã
Força Multinacional no Líbano
Invasão de Granada
Invasão do Panamá
Guerra do Golfo
Unified Task Force
Batalha de Mogadíscio (1993)
Guerra do Afeganistão
Guerra do Iraque
Morte de Osama bin Laden
Logística
Efetivo 2.400
Sede
Quartel General Coronado, Califórnia
SEALs americanos no Iraque.

Os SEALs são a principal força de operações especiais da Marinha dos Estados Unidos e parte do Comando Naval de Operações Especiais (NSWC) como também um componente marítimo do Comando de Operações Especiais (USSOCOM).

A sigla da unidade é derivada de sua capacidade em operar no mar (sea), no ar (air) e em terra (land). Na Guerra ao Terror, os SEALs foram utilizados quase exclusivamente em operações terrestres, incluindo ação direta, resgate de reféns, antiterrorismo, reconhecimento especial, guerra não-convencional e operações de defesa interna. Sem exceção, todos os SEALs são membros do sexo masculino, seja da Marinha ou da Guarda Costeira. É uma das classes de Counter-Terrorists no Counter-Strike, sendo representados pelo SEAL Team 6.

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

Focas da marinha americana no Vietnã.

Os SEALs originaram-se durante a Segunda Guerra Mundial, quando a Marinha dos Estados Unidos percebeu a necessidade de treinar soldados para realizar o reconhecimento de praias de desembarque, reportar os obstáculos e defesas, e, finalmente, orientar as forças terrestres no desembarque. Como resultado, a "Scouts and Raiders" (atual Comando Naval de Operações Especiais) foi criada em 1942 conjuntamente pelo Exército e a Marinha em Fort Pierce, na Florida. Foi destinada a treinar o pessoal de desarmamento de explosivos e mergulhadores de combate experientes do Exército e dos Fuzileiros Navais, tornando-se a Unidade de Demolição Naval de Combate (NCDU).

A NCDU foi primeiramente empregada na Operação Tocha durante a invasão do norte da África em 1942. Essa unidade tornou-se o primeiro grupo especializado em incursões e táticas anfíbias na Marinha norte-americana.

Operações relevantes[editar | editar código-fonte]

Na madrugada de 2 de maio de 2011, horário local, uma equipe liderada por 40 SEALs[1] e membros da CIA, completaram com sucesso uma operação para matar Osama bin Laden em Abbottabad, no Paquistão, cerca de 35 milhas (56 km) de Islamabad.[2] Os SEALs eram parte do Naval Special Warfare Development Group, também conhecido como "DEVGRU", anteriormente denominado "SEAL Team 6".[3] O presidente Barack Obama confirmou posteriormente a morte de bin Laden, mas não mencionou diretamente o envolvimento do DEVGRU, dizendo apenas que uma "pequena equipe" de americanos realizou a operação para derrubar bin Laden.[4] A cobertura da mídia, sem precedentes, elevou o perfil público da comunidade SEAL, particularmente o DEVGRU.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.