Sebastian Bieniek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde março de 2014).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Nuvola apps important.svg
A tradução deste artigo ou se(c)ção está abaixo da qualidade média aceitável.
É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este artigo conforme o guia de tradução.


Sebastian Bieniek (Czanowasy, Polônia, 24 de abril de 1975) é um artista, diretor de filmes, autor e fotógrafo. O artista tem a cidadania alemã e mora em Berlim desde 1998.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1989, Sebastian Bieniek mudou-se de Kupp, na Polônia, para Unterlüss, na Alemanha, onde permaneceu até 1996. Nesse período, mais precisamente em 1994, Bieniek entrou como membro mais jovem na “Bundesverband Bildender Künstlerinnen und Künstler” (uma organização profissional de artes plásticas). Até esse momento, o artista produzia somente pinturas.

Em 1996 Bieniek ingressou na Escola Superior de Artes Plásticas de Braunschweig (Hochschule für Bildende Künste Braunschweig), onde estudou com John Armleder e Marina Abramovíc. Dois anos depois pediu transferência para a Universidade de Belas Artes de Berlim, onde estudou com a professora Katharina Sieverding, concluindo seus estudos em 2001 como aluno exemplar. Nesse mesmo ano foi agraciado com uma bolsa de trabalho de seis meses em Rennes, concedida por uma organização franco-alemã de artes e ofícios (Deutsch-Französischen Jugendwerks). Nesse ínterim começou o interesse do artista por vídeos, performances e arte conceitual.

O artista apresentou e participou de diversas performances artísticas. “Hand without a body” gerou comoção no III Festival de Arte Experimental, realizado em Berlim em 1999. Durante a ação, Bieniek, escondido em uma coluna branca e apenas com o braço exposto, se cortava repetidamente com uma lâmina de barbear. Outra de suas performances conhecidas foi “Born to be bulette”, realizada também em 1999, em Berlim, na qual ficou deitado nu, durante três dias, em 500 kg de carne moída.

Em 2002, Sebastian Bieniek começou seus estudos na Academia Alemã de Filme e Televisão em Berlim (Deutschen Film- und Fernsehakademie Berlin). Seus filmes foram exibidos em festivais internacionais.

A partir de 2008, ele voltou à pintura, produzindo séries de três a trinta quadros em torno de um mesmo tema, como, por exemplo, o tema conceito. Entre as diferente séries criadas pelo artista estão “My Facebook Fans” (2009), que mostra o interesse crescente dele nas redes sociais. Outras séries são "Bärenreihe" (2009), "Some Times" (2010), "Homeland Security" (2012) e "Brush Rotations" (2013).

Bieniek, no entanto, não abandonou as performances artísticas. Em 2009 apresentou “Burqa” no Art Forum Berlin, performance na qual ele e um acompanhante, vestidos de burca, circulavam pelo evento. Nesse período, escolheu locais inusitados para suas apresentações, como um bazar de natal, em 2010, com a performance "Nichts"; uma feira de animais, em 2011 na Georgia, e um programa de televisão.

Em 2011, Sebastian Bieniek publicou um livro intitulado "Realfake", no qual discute as redes sociais, como, por exemplo, o Facebook, e apresenta algumas teses a partir de suas vivências pessoais. O livro é tido como importante no contexto da Social/Web Art.

Em setembro de 2013 o artista ganhou fama internacional com sua série fotográfica “Doublefaced”, composta por mais de vinte fotos nas quais um modelo tem uma segunda face (ou até terceira) pintada nas suas bochechas. As fotos foram, já na primeira semana de publicação, bastante compartilhadas nas redes sociais e também chamaram a atenção da imprensa. Elas encantaram o público pela simplicidade, pelo bizarro e, ao mesmo tempo, belo.

Obras[editar | editar código-fonte]

Livros

Filmes

  • 2002: Zero
  • 2003: Nix mit Schuhen
  • 2003: Entschuldigung Laterne
  • 2003: Anamnesia
  • 2004: Sand
  • 2005: Zucker
  • 2005 - “The Gamblers” (96 Min.).
  • 2006: Gerade aus
  • 2007: Die Spieler
  • 2008: Silvester Home Run

Participações em exposições:

1997

  • Das neue schöne Bild, Galeria Alpirsbacher, Alpirsbach (Alemanha)

1998

  • Mein Atem, Museu do Charite Berlim (Alemanha)

1999

  • III Festival der jungen experimentellen Kunst, Berlim (Alemanha)
  • Natural Born Sugareaters, Kunsthaus Tacheles, Berlim (Alemanha)

2000

  • Biennale Genova, Sala delle Grida & Palazzo Ducale, Genua (Itália)
  • Junge Künstler aus Berlin, Kunstbunker, Nürnberg (Alemanha)
  • Saarländischer Kunstpreis, Bexbach (Alemanha)
  • Aux voyageurs, Rennes (França)
  • Transfer, Braunschweig (Alemanha)

2001

  • Best Before, Palazzo Carminati Venedig, (Itália)
  • Looking For, Arbeitsprojekt mit David Lamelas in Stettin (Polônia)

2002

  • Hicetnunc, Villa Manin di Passariano, Friuli-Venecia (Itália)
  • giovani artisti palermitani a Berlino, Galleria d’arte moderna, Palermo (Itália)
  • Wo die Kunst Zuhause ist, Berlin (Alemanha)
  • Peace and Love, Bassano del Grappa (Italien)
  • Continental Shift, Ludwig Forum für Internationale Kunst, Aachen (Alemanha)
  • Dejavu, Galerie 35, Berlin (Deutschland)

2003

  • Mulliqi Price, The Kosova Art Gallery, Kosovo (Albania)
  • blank, Palazzo Agostinelli, Bassano del Grappa (Itália)
  • Arbeitsraum 1, Kunstamt Kreuzberg, Berlim (Alemanha)
  • progettozeropiu, Veneza (Itália)

2005

  • directors lounge, Berlin (Alemanha)

2008

  • Villa Grisebach, Berlin (Alemanha)

2009

  • Anno August Award 2009, Kunsthaus Tacheles, Berlin (Alemanha)
  • Der Bär ist los, Galerie Zeitzone, Berlin (Alemanha)
  • Querformat 22, Berlin (Alemanha)

2010

  • C.A.R., Essen (Alemanha)
  • Berliner Liste, Berlin (Alemanha)
  • PUBLIKUMSMAGNET VIRALKUNST, Galerie im Regierungsviertel, Berlin (Alemanha)
  • Wie man in Berlin glücklich werden kann, OZM, Raum für Kunst, Hamburg (Alemanha)
  • Neue Bilder, Galerie am Prater, Berlin (Alemanha)
  • This & That, Galerie de Arte Contemporânea, Berlin (Alemanha)

Performances

1999

  • Hand without a body, III Festival der jungen experimentellen Kunst, Berlin (Alemanha)
  • In front of the distance, Sophiensaele, Berlin (Alemanha)
  • Born to be bulette, Kunsthaus Tacheles, Berlin (Alemanha))

2009

  • Burqua, Art Forum Berlin

2010

  • Publikumsmagnet Viralkunst, Galerie im Regierungsviertel (Berlin)
  • Nichts', Weihnachtsmarkt am Alexa (Berlin)

2011

  • It's Toasted', Berlin
  • Viehmarkt Pona', Pona (Georgien)
  • Einwicklung', Köln (während der Sendung "Es geht um mein Leben!" com a voz de Pierre M. Krause sobre o tema de arte moderna (ARD))

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

http://www.eng.doublefaced.de/sebastianbieniek.html

http://www.richardgoodallgallery.com/contemporaryart/Photography/Sebastian-Bieniek/doublefaced-no-1-p-1186.html

http://arosameditativa.blogspot.com/2013/08/sebastian-bieniek.html

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Sebastian Bieniek