Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente ou (SVMA) da cidade de São Paulo foi criada em outubro de 1993, pelo então prefeito Paulo Maluf. É responsável pelas atividades de planejamento e coordenação das atividades de defesa do meio ambinete da capital paulista.

É a SVMA que define os critérios para conter a degradação ambiental e poluição e mantem relações com órgãos federais e de outros Estados ligados ao meio ambiente.

Atividades[editar | editar código-fonte]

A Secretaria conta com departamentos que cuidam de áreas mais específicas dentro do escopo de atuação:

  • Departamento de Administração e Finanças (DAF) que planeja, desenvolve e gerencia as atividades relacionadas à área de finanças e orçamento da Secretaria do Verde e Meio Ambiente.
  • Departamento de Parques e Áreas Verdes (Depave) responsável pela administração e criação de novos parques e áreas verdes, pela produção de mudas ornamentais e preservação da fauna silvestre do município.
  • Departamento de Controle de Qualidade Ambiental (Decont) responsável pelo controle, monitoramento e gestão da qualidade ambiental e biodiversidade.
  • Departamento de Educação Ambiental e Cultura de Paz (Umapaz) a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz coordena e executa programas e ações educativas para incentivar a participação da sociedade na melhoria da qualidade ambiental. O departamento também é responsável pelos Planetários do município, pela Escola Municipal de Jardinagem, pela Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura e Paz e pela Escola Municipal de Astrofísica.
  • Departamento de Planejamento Ambiental (Deplan) que planeja e executa as ações necessarias para adequar a cidade ao novo cenário de mudanças climáticas, desenvolbr planos de gestão de áreas públicas e zoneamento ambiental do município.
  • Departamento de Gestão Descentralizada (DGD) que coordena as atividades das divisões técnicas dos Núcleos de Gestão Descentralizada e a articulação entre a secretaria e outros órgãos voltados ao meio ambiente. Atualmente são 10 núcleos espalhados pelo município.
  • Departamento de Participação e Fomento a Políticas Públicas (DPP) que estimula a participação da sociedade no planejamento ambiental e garante o funcionamento do Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Conselho do Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; do Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e dos dos Conselhos Regionais de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz.[1] [2]

Conta também com a Câmara Técnica de Compensação Ambiental (CTCA) onde se elabora, se planeja, se desenvolve, e se gerencia as atividades relacionadas às compensações ambientais no município de São Paulo, conhecido como Têrmo de Compensação Ambiental (TCA), ligada diretamente ao gabinete do Secretário.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]