Sei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sei
Álbum de estúdio de Nando Reis e Os Infernais
Lançamento 30 de setembro de 2012
Gravação Fevereiro a março de 2012 nos estúdios Soundhouse e Avast em Seattle, EUA
Masterizado no Hanzsek Audio em Snohomish, EUA
Gênero(s) Rock, pop rock, blues rock
Duração 62:10
Idioma(s) Português
Formato(s) Download
CD
Gravadora(s) Independente
Diretor(es) Jamie Crab #2 Hunsdale
Produção Jack Endino e Os Infernais
Cronologia de Nando Reis e Os Infernais
Último
Último
Bailão do Ruivão
(2010)
Próximo
Próximo

Sei é o sétimo álbum de estúdio do cantor e compositor Nando Reis e sua banda Os Infernais. Foi gravado em Seattle, Washington, EUA, com a ajuda do produtor Jack Endino, que já produziu quatro álbuns dos Titãs, ex-banda de Nando.[1] De acordo com Nando, Jack era o "sujeito certo" para gravar o som d'Os Infernais.[2]

Gravações[editar | editar código-fonte]

Sei é o primeiro lançamento independente de Nando, depois da recusa da Universal Music Group em renovar o contrato que tinha com o músico.[3] Nando afirmou que o processo de se tornar independente é irreversível.[3] Ainda, segundo o músico:[3]

Nando também disse que ele não estava mais entendendo várias coisas na mecânica das companhias, "como a margem de lucro, com discos a R$ 30, que um ano depois custam R$ 5."[4]

Nando afirmou que a faixa "Lamento Realengo" foi inspirada por um DVD aparentemente pirata que ele comprou, no qual Bob Marley e os Wailers ensaiavam em 1973.[4] "Pirei [assistindo ao DVD]. Isso acabou em "Lamento Realengo", que é meio samba, meio reggae. Gravei até com um violão de nylon, não tocava um há 15 anos!".[4]

A faixa de abertura "Pré-Sal", sua favorita no álbum[5] , descreve coisas relacionadas à sua infância e teve o nome sugerido por sua irmã.[5] Segundo Nando, ele reuniu os irmãos em sua casa para mostrar as canções que ele gravaria. Sua irmã então o sugeriu que chamasse a primeira faixa de "Pré-Sal", devido ao fato de ela ser "profunda e anterior à consciência".[5]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Sete faixas do álbum foram lançadas pela Rádio UOL.[2] A primeira foi o single "Sei",[6] seguida por "Pré-Sal", "Back in Vânia", "Pra Quem Não Vem", "Eu & a Bispa", "Coração Vago" e "Lamento Realengo".[2] O álbum inteiro foi disponibilizado mais tarde para audição no site oficial do cantor, embora os internautas tenham que se logar via Facebok, Twitter, Google+ ou outros métodos para conseguir ouvir o disco.[7]

O preço do álbum será definido pelos fãs, de acordo com as suas opiniões sobre o disco.[2] Quem comprá-lo vai ganhar também presentes especiais, incluindo acesso às gravações originais, faixas extras e um pôster com a capa do álbum.[2]

A canção "Sei" foi incluída na trilha sonora da telenovela global Lado a Lado (2012-13).

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Rolling Stone Brasil 3.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar half.svgStar empty.svg[8]
Território da Música 3 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[9]
Notas Musicais 3 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[10]

Leonardo Lichote, d'O Globo, elogiou as referências a músicas brasileira contidas no disco, afirmando que "Nando se vincula, assim, a um caminho que já é o seu: o de compositor popular que transforma suas dores e prazeres em versos carregados da verdade, sejam simples como "Eu te amo" (há variações mil no álbum) ou codificados quase que só para si."[11]

Escrevendo para a Rolling Stone Brasil, José Julio do Espírito Santo chamou o álbum de "redentor" para um artista que não lançava nada novo desde 2009, e disse ainda que Sei "traz a poesia de Nando Reis presa e acumulada há três anos, e que agora sai, quase convulsiva, explodindo. Não muda a persona romântica do ruivo. Apenas a amadurece e a revigora em um belo álbum."[8] Ele também comentou a produção de Jack Endino, afirmando que o resultado dela, "principalmente ouvido nos timbres dos teclados e do violão, é de um mestre que prima pela economia de efeitos."[8]

Lizandra Pronin também apontou a produção de Jack, dizendo que ele "deu ao álbum uma embalagem ao mesmo tempo pesada e acessível, respeitando o estilo do músico - ou seja sem descaracterizá-lo de forma alguma. [...] Mas o mérito pelo belo repertório de "Sei" é de nando [sic] Reis e sua incrível capacidade para criar canções fáceis porém de qualidade."[9] Disse também que Nando é um "compositor de mão cheia" e que ele trouxe letras que "mantém [sic] aquela característica entre o lisérgico e o poético - dependendo do ponto de vista - bem conhecidas do compositor."[9]

Em seu blog Notas Musicais, Rodrigo Goffredo foi mais um a apontar a produção de Jack, dizendo que ele "acertou ao dosar bem o peso grunge de sua mão na formatação das 15 músicas inéditas de Sei".[10] Ele falou também sobre as letras de amor contidas em várias faixas do álbum, que ele considera ter sido feito "de peito e coração abertos".[10]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as letras escritas por Nando Reis. todas as músicas compostas por {{{toda_música}}}.

N.º Título Duração
1. "Pré-sal"   7:03
2. "Sei"   3:18
3. "Back in Vânia"   4:35
4. "Pra Quem Não Vem"   4:14
5. "Declaração de Amor"   5:00
6. "Eu & a Bispa"   1:41
7. "Coração Vago"   6:26
8. "PERSxPECTIVA"   4:48
9. "Ternura & Afeto"   2:37
10. "Luz Antiga"   4:09
11. "Praça da Árvore"   4:07
12. "O Que Eu Só Vejo em Você"   3:31
13. "Sem Arrefecer"   2:01
14. "Zer∅ Muit∅"   4:18
15. "Lamento Realengo"   4:22

Músicos[editar | editar código-fonte]

Banda
  • Nando Reis – voz, violão, percussão
  • Walter Villaça – guitarras
  • Felipe Cambraia – baixo
  • Diogo Gameiro – bateria e backing vocais
  • Alex Veley – teclado, backing vocais, arranjos de metais e dos backing vocals
Convidados
Técnicos

Referências

  1. Menezes, Thales de. (16 de abril de 2012). "De volta ao Rock". Folha de S.Paulo: E1.
  2. a b c d e "UOL lança músicas inéditas do novo disco de Nando Reis; ouça", 18 de setembro de 2012. Página visitada em 21 de setembro de 2012.
  3. a b c ""Eu acho que a independência é irreversível", diz Nando Reis sobre nova fase na carreira", 26 de setembro de 2012. Página visitada em 1 de outubro de 2012.
  4. a b c Araujo, Bernardo. "Nando Reis declara sua independência com novo disco gravado em Seattle", 1 de outubro de 2012. Página visitada em 20 de setembro de 2012.
  5. a b c Preto, Marcus (12 May 2014). Nando Reis (em portuguese) Trip Editora Trip. Visitado em 23 May 2014.
  6. "Nando Reis lança disco com exclusividade em site oficial; ouça novo single", 1 de outubro 2012. Página visitada em 11 de setembro de 2012.
  7. Site oficial de Nando Reis
  8. a b c Santo, José Julio do Espírito (22 de outubro de 2012). Guia de CDs - Sei - Infernal Rolling Stone Brasil Spring. Visitado em 23 de março de 2015.
  9. a b c Pronin, Lizandra (16 de novembro de 2012). Nando Reis: Sei Território da Música. Visitado em 23 de março de 2015.
  10. a b c Goffredo, Rodrigo (30 de setembro de 2012). De coração aberto, Nando Reis revolve memórias e declara amor em 'Sei' Notas Musicais. Visitado em 23 de março de 2015.
  11. Lichote, Leonardo. "Crítica de 'Sei': Música original, visceral e bela", 1 de outubro de 2012. Página visitada em 20 de setembro de 2012.