Seleção Cubana de Voleibol Feminino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Seleção Cubana de Voleibol Feminino
Informações pessoais
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Barcelona 1992 Equipe
Ouro Atlanta 1996 Equipe
Ouro Sydney 2000 Equipe
Bronze Atenas 2004 Equipe
Campeonato Mundial
Ouro Leningrado 1978 Equipe
Ouro São Paulo 1994 Equipe
Ouro Osaka 1998 Equipe
Prata Praga 1986 Equipe
Campeonato Mundial sub-20
Ouro Itália 1985 Equipe
Ouro Peru 1989 Equipe
Prata Brasil 1993 Equipe
Copa do Mundo
Ouro Japão 1989 Equipe
Ouro Japão 1991 Equipe
Ouro Japão 1995 Equipe
Ouro Japão 1999 Equipe
Prata Japão 1977 Equipe
Prata Japão 1985 Equipe
Copa dos Campeões
Ouro Japão 1993 Equipe
Prata Japão 1997 Equipe
World Top Four
Ouro Tóquio 1992 Equipe
Ouro Osaka 1994 Equipe
Grand Prix
Ouro Hong Kong 1993 Equipe
Ouro Manila 2000 Equipe
Prata Xangai 1994 Equipe
Prata Xangai 1996 Equipe
Prata Kobe 1997 Equipe
Prata Yokohama 2008 Equipe
Bronze Xangai 1995 Equipe
Bronze Hong Kong 1998 Equipe
Jogos Pan-Americanos
Ouro Cali 1971 Equipe
Ouro Cidade do México 1975 Equipe
Ouro San Juan 1979 Equipe
Ouro Caracas 1983 Equipe
Ouro Indianápolis 1987 Equipe
Ouro Havana 1991 Equipe
Ouro Mar del Plata 1995 Equipe
Ouro Rio de Janeiro 2007 Equipe
Prata Winnipeg 1999 Equipe
Prata Santo Domingo 2003 Equipe
Prata Guadalajara 2011 Equipe
Bronze Winnipeg 1967 Equipe
Jogos da América Central e Caribe
Ouro San Juan 1966 Equipe
Ouro Santo Domingo 1974 Equipe
Ouro Medellín 1978 Equipe
Ouro Havana 1982 Equipe
Ouro Santiago de los Caballeros 1986 Equipe
Ouro Cidade do México 1990 Equipe
Ouro Ponce 1993 Equipe
Ouro Maracaibo 1998 Equipe
Prata Cidade do Panamá 1970 Equipe
Prata Cartagena de Índias Equipe
Coupe des Nations
Ouro Montreux 1988 Equipe
Ouro Montreux 1989 Equipe
BCV Volley Cup
Ouro Montreux 1992 Equipe
Ouro Montreux 1993 Equipe
Ouro Montreux 1996 Equipe
Prata Montreux 1990 Equipe
Prata Montreux 1995 Equipe
Bronze Montreux 1991 Equipe
Montreux Volley Masters
Ouro Montreux 1998 Equipe
Ouro Montreux 1999 Equipe
Ouro Montreux 2001 Equipe
Prata Montreux 2007 Equipe
Bronze Montreux 2006 Equipe
Bronze Montreux 2010 Equipe
Copa Pan-Americana
Ouro Cidade do Mexico 2002 Equipe
Ouro Tijuana e Mexicali 2004 Equipe
Ouro Santo Domingo 2005 Equipe
Prata San Juan 2006 Equipe
Bronze Cidade do México 2003 Equipe
Campeonato NORCECA
Ouro Cidade do México 1973 Equipe
Ouro New York 1975 Equipe
Ouro Santo Domingo 1977 Equipe
Ouro Havana 1979 Equipe
Ouro Santo Domingo 1985 Equipe
Ouro Havana 1987 Equipe
Ouro San Juan 1989 Equipe
Ouro Winnipeg 1991 Equipe
Ouro Santo Domingo 1995 Equipe
Ouro San Juan 1997 Equipe
Ouro Cidade do México 1999 Equipe
Ouro Winipeg 2007 Equipe
Prata Cidade do México 1969 Equipe
Prata Havana 1971 Equipe
Prata New York 1975 Equipe
Prata Cidade do México 1981 Equipe
Prata Chicago 1983 Equipe
Prata Santo Domingo 2001 Equipe
Prata Santo Domingo 2003 Equipe
Prata Port of Spain 2005 Equipe
Bronze Bayamon 2009 Equipe
Campeonato NORCECA Sub-20
Ouro Cuba 2000 Equipe
Bronze Porto Rico 2002 Equipe
Bronze México 2008 Equipe
Bronze México 2010 Equipe

A seleção cubana de voleibol feminino representa Cuba em competições internacionais e jogos amistosos.

O time nacional de Cuba foi o primeiro a quebrar a dominação da URSS e do Japão no voleibol feminino mundial ganhando o Campeonato Mundial de 1978.

Cuba dominou o mundo do vôlei nos anos 1990 (1991-2000), ganhando oito vezes seguidas torneios da FIVB (a Copa do Mundo de Voleibol em 1991, os Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992, o Campeonato Mundial de Voleibol em 1994, a Copa do Mundo em 1995, os Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996, o Campeonato Mundial em 1998, a Copa do Mundo em 1999 e os Jogos Olímpicos de Sydney em 2000).

O time também tem o apelido de morenas del Caribe.

Brasil e Cuba[editar | editar código-fonte]

Na curta era de Inaldo Manta como técnico da seleção feminina, pode-se afirmar que o maior feito brasileiro foi o de ter chegado em 3° lugar no Goodwill Games de Seattle, em 1990. No ano anterior, a seleção, que havia sido agraciada com a volta de Isabel Salgado (esta havia jogado a temporada de 1988 pela Sadia, também dirigida por Manta), não conseguiu suplantar a seleção peruana no Sulamericano realizado em Curitiba. E na mais importante competição de 1990, o Mundial realizado na China, o Brasil não passou de um mero 7° lugar .Inaldo chegou a dar entrevistas afirmando que o Brasil era um dos candidatos ao título daquela competição…

Apesar de curta e pouco vitoriosa era, Inaldo deve ser lembrado como o técnico que promoveu grandes jogadoras da década de 90 da seleção brasileira, dentre elas Fernanda Venturini, Márcia Fu, Ana Moser, Ida e Ana Flávia. A perda de Inaldo Manta (ele cometeria suicídio no final de 1990) acabou sendo compensada com a chegada de Wadson Lima ao comando da seleção. Este não durou tanto tempo no cargo (foi o treinador das meninas entre 91 e 93), mas também deve ser lembrado. Dessa vez por dois fatos: por um lado, porque trouxe ao estrelato nomes como os de Ana Paula, Hilma e Leila (todas elas tinham sido vice-campeãs mundiais juvenis sob o comando de José Roberto Guimarães em 1991); por outro, porque foi durante seu comando que nasceu uma das mais acirradas rivalidades do voleibol feminino de toda a história: o tenso Brasil x Cuba.

O primeiro encontro entre brasileiras e cubanas em 1991 aconteceu na primeira fase dos Jogos Panamericanos de Havana, onde as cubanas venceram por 3 sets a 0 a equipe brasileira com parciais de 16/14, 15/05 e 15/10, Alguns dias depois, Cuba ficaria com a medalha de ouro dos Jogos, mas tomando um pequeno susto das brasileiras, que haviam vencido de forma dramática a rival seleção peruana na semifinal. 

Porém, o maior susto tomado pelas comandadas de Eugenio George aconteceu na Copa do Mundo do Japão do mesmo ano. A seleção brasileira já estava classificada para os Jogos Olímpicos de Barcelona depois de consecutivas vitórias sobre a seleção peruana. A Copa do Mundo servia mais como um teste, uma fase de preparação para a competição vindoura. No Japão, a seleção já havia sofrido reveses contra os EUA e contra a China. As chances de classificação para a fase seguinte da competição dependiam de uma vitória sobre Cuba. E ela quase aconteceu. Se em Havana, as cubanas tomaram um pequeno susto contra a seleção de Wadson Lima, no Japão, as brasileiras demonstravam todo o potencial que tinham para integrarem definitivamente a elite do voleibol feminino mundial.  

 


Ícone de esboço Este artigo sobre voleibol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.