Seleção Malaia de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Malásia
Malásia
Alcunhas?  Harimau Malaya (Tigres malaios)
Associação Associação de Futebol da Malásia
Confederação AFC
Material desportivo?  Estados Unidos Nike
Treinador Malásia Ong Kim Swee
Capitão Norhafiz Zamani Misbah
Mais participações Soh Chin Aun (252)
Melhor artilheiro Mokhtar Dahari (125)
Kit left arm MAS12h.png Kit body MAS12h.png Kit right arm MAS12h.png
Kit shorts.png
Kit socks blacktop.png
Uniforme
titular
Kit left arm MAS12a.png Kit body MAS12a.png Kit right arm MAS12a.png
Kit shorts.png
Kit socks redtop.png
Uniforme
alternativo
editar

A Seleção Malaia de Futebol representa a Malásia nas competições de futebol da FIFA. Fundada em 1933, filiou-se à instituição em 1954. Manda seus jogos no Estádio Nacional Bukit Jalil.

A seleção da Malásia é pouco representativa no continente asiático, entretanto, já conseguiu disputar três Copa da Ásia e uma Olimpíada. Teve certo sucesso nas décadas de 1970 e 1980.

História[editar | editar código-fonte]

As décadas de 1970 e 80 se apresentaram como a era mais próspera para o futebol malaio, quando a seleção figurava entre as melhores da Ásia. O país se classificou para os Jogos Olímpicos de 1972. Também se qualificou para a disputa dos Jogos Olímpicos de 1976 mas desistiu da vaga e não disputou a competição por conta do boicote norte-americano.

A seleção também disputou duas Copas Asiáticas seguidas, em 1976 e 1980.

Os tempos mudaram desde então, e a Seleção Malaia deixou de ser uma potência continental para se tornar uma seleção muito fraca e sem expressão.

A Malásia esteve em todas as edições da Copa dos Tigres Asiáticos desde 1996, mas nunca conquistou o título.

Com o país ansioso para reviver as antigas glórias, a equipe teve uma chance de mostrar o seu progresso ao sediar a Copa da Ásia de 2007, em conjunto com outros países. Mas, enquanto os vietnamitas, que também estavam organizando a competição, avançaram às quartas-de-final do torneio, a Malásia caiu na primeira fase, somando três derrotas.[2]

Futuro da seleção e decisão polêmica[editar | editar código-fonte]

O fracasso derrubou o ânimo dos malaios e levou os dirigentes locais a buscarem um projeto de desenvolvimento de longo prazo.

Em 2009, jogadores estrangeiros seriam banidas da liga local, pois segundo Khairy Jamaluddin, Vice-Presidente da Federação de Futebol da Malásia e membro do Parlamento, eles pouco acrescentavam à evolução do esporte e ocupavam o espaço dos talentos locais. Além da polêmica imposição de barrar não-malaios, o dirigente acrescentou que todas as equipes seriam obrigadas a entrar jogando com pelo menos um jogador Sub-20.[3]

A comissão técnica da seleção foi totalmente reformulada, e este processo de renovação é comandado por K. Rajagopal, ex-meio-campista com passagem pela Seleção entre 1980 e 1982 (vinte partidas disputadas), que assumiu o comando em 2009 e que comandou também as seleções sub-20 e sub-23 da Malásia.

Sob o comando de Rajagopal, a Malásia encerrou um jejum de 20 anos sem título quando a equipe sub-23 conquistou os Jogos do Sudeste Asiático, disputados em Laos em dezembro de 2009.

Para o desenvolvimento futuro da seleção, a Malásia vai manter a política de formação de novos jogadores. Vários amistosos foram programados para que os jovens possam melhorar o seu futebol e ganhar experiência.

Jogo entre Malásia e Síria no Torneio Pré-Olímpico da Ásia, em 2007.

Principais jogadores[editar | editar código-fonte]

Desempenho em Copas do Mundo[editar | editar código-fonte]

  • 1930 a 1970 - não disputou
  • 1974 a 2010 - não se qualificou

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c FIFA.com (abril de 2011). Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola (em português). Visitado em 6 de maio de 2011.
  2. fifa [1]
  3. trivela [2]