Seleção Russa de Voleibol Feminino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rússia
Voleibol Volleyball (indoor) pictogram.svg
Bandeira
Informações gerais
Federação Federação Russa de Voleibol
Sigla FIVB RUS
Confederação CEV
Ranking FIVB 6º (em 17 de maio de 2014)
Técnico Rússia Yuri Marichev
Jogos Olímpicos
Participações 4 (Primeira em 1996)
Melhor 2º (2000 e 2004)
Última 5º (2012)
Campeonato Mundial
Participações 5 (Primeira em 1994)
Melhor (2006 e 2010)
Última (2010)
Campeonato Europeu
Participações 10 (Primeira em 1993)
Melhor (1993, 1997, 1999 e 2001) e 2013)
Última 1º (2013)
Kit left arm.png Kit body blueredstriped sides.png Kit right arm.png
Kit shorts white stripes.png
Kit socks.png
1º uniforme
Kit left arm.png Kit body blueredstriped sides.png Kit right arm.png
Kit shorts white stripes.png
Kit socks.png
2º uniforme
Kit left arm.png Kit body blueredstriped sides.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
3º uniforme

A Seleção Russa de Voleibol Feminino uma das escolas mais tradicionais do voleibol com o seu ataque poderoso, bloqueio estável e a determinação de sempre lutar pela vitória, com estilo de jogo ofensivo a Rússia tem o time mais alto do mundo com media de 189 de altura.

Qualificaram-se para os Jogos Olímpicos de 2004 terminando em terceiro lugar no Torneio de Voleibol Qualificatório Olímpico, de 8 de maio a 16 de maio em Tóquio, Japão. Em Atenas, Grécia o time ficou com a medalha de prata, após perder a final para a Seleção Chinesa. Jogaram de 1949 a 1991 como União Soviética e como CEI em 1992.

No Grand Prix de Voleibol conquistaram três títulos 1997, 1999 e 2002. A seleção russa tem o maior número de títulos conquistados desde a União Soviética em Campeonatos Mundiais, Europeus, Copa do Mundo, Grand Prix e Jogos Olímpicos. Como país independente, a Rússia conquistou duas edições do Campeonato Mundial de Voleibol Feminino em 2006 e em 2010, quatro Campeonatos Europeus 1993, 1997, 1999 e 2001, uma Copa dos Campeões de Voleibol em 1997.

No cenário da primeira década do século 21, a Seleção Russa protagonizou jogos bastante equilibrados e com muita rivalidade em especial contra a Seleção Brasileira, disputas que resultaram em partidas emocionantes e memoráveis.

Em 2004, em partida válida pela semifinal dos Jogos Olímpicos de Atenas, a Russia perdia a partida por 2 sets a 1 e o 4º set por 24 a 19. A Seleção Russa reverteu o placar em 28 a 26 empatando a partida e levando a melhor no set desempate eliminando as rivais brasileiras.

Em 2006, a Seleção Brasileira derrotou a Rússia duas vezes no Grand Prix de Voleibol: 3 a 0 na segunda fase e por 3 a 1 na final e conquistou o título do Grand Prix. Um mês depois o cenário do vôlei mais uma vez foi marcado pelo embate entre brasileiras e russas que fizeram a final do Campeonato Mundial no Japão. Foram dois jogos entre as equipes: No primeiro o Brasil derrotou a Rússia por 3 sets a 1 na segunda fase, na grande final a Rússia derrota a até então invicta seleção Brasileira em 3 sets a 2 em mais um jogo emocionante. Em 2007, o Brasil foi derrotado pela Rússia por 3 sets a 2 na fase final do Grand Prix.

Em 2008, a Russia não foi páreo para a força do Brasil e foi desclassificada por 3x0 nos Jogos Olímpicos de Pequim. Em 2009 as duas seleções voltaram a se enfrentar no Grand Prix onde mais uma vez a disputa foi decidida num jogo emocionante resolvido no Tie-Break com vitória brasileira por 16 a 14.

Em 2010 o cenário não podia ser outro se não Brasil e Rússia disputando o título do Campeonato Mundial de Voleibol Feminino em Tóquio e a exemplo de 2006 a Rússia derrota o Brasil no 5º set e consagra-se bicampeã mundial adiando o sonho do inédito título mundial do Brasil. Em 2011, o Brasil derrotou a Rússia por 3 sets a 0 pela semifinal do Grand Prix de Voleibol.

Em 2012, em partida válida pelas quartas de final do Torneio Feminino de Voleibol nos Jogos Olímpicos de Londres, aconteceu aquele que para muitos foi considerado um dos jogos mais equilibrados e emocionantes e tensos da história do voleibol. Brasileiras e Russas não mediram esforços e duelaram levando mais uma vez a partida para o Tie-Break. Num 5º set dramático e emocionante o Brasil derrota e elimina a Rússia por 21 a 19 selando definitivamente o cenário de maior clássico mundial e de maior rivalidade do voleibol feminino. Brasileiras e russas se enfrentaram duas vezes em 2013, uma no Grand Prix de Voleibol, o Brasil venceu o jogo por 3 a 2 e a outra na Copa dos Campeões de Voleibol quando o Brasil derrotou a Rússia por 3 sets a 1.

Em 2014, Brasil e Rússia se enfrentaram duas vezes: uma no Grand Prix quando o Brasil derrotou as russas por 3 sets a 0 e a outra no Campeonato Mundial de Voleibol Feminino realizado na Itália, a partida era válida pela terceira fase e o Brasil venceu a Rússia por 3 a 1.

Principais jogadoras[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre voleibol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.