Seleção de Futebol da Cidade do Vaticano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vaticano
Cidade do Vaticano
Alcunhas?  Il Guardia Svizzera Pontificia (A Guarda Suíça Pontifícia)
Associação FVGC
Material desportivo?  Itália Diadora
Treinador Itália Giovanni Trapattoni
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Seleção de Futebol da Cidade do Vaticano é a seleção de futebol do Vaticano. É uma seleção amadora, uma das oito nações soberanas que não filiadas à FIFA. A UEFA já declarou que em 2006 que o Vaticano teria todo o direito se inscrever na entidade, mas o Cardeal Secretário de Estado Tarcisio Bertone já declarou que está feliz com o amadorismo e "tem mais o que fazer que organizar um time".[2]

Os primeiros jogos[editar | editar código-fonte]

A primeira partida oficial da equipe do Vaticano foi contra San Marino, em novembro de 1994. Depois atuaria apenas contra seleções não-filiadas à FIFA (Mônaco, Tuvalu, Kiribati, Micronésia, Nauru, Ilhas Marshall e Palau), terminando sempre em 0 a 0. Em 2006, o Vaticano venceu a equipe suíça SV Vollmond por 5 a 1 no Stadio Petriana, a menos de um quilômetro da Cidade do Vaticano.[3]

Composição[editar | editar código-fonte]

Todos os jogadores da Seleção do Vaticano são voluntários da Guarda Suíça, membros do Conselho Papal e pelos guardas dos Museus (cidadãos italianos), os únicos capazes de conseguirem cidadania do Vaticano.[4] Ocasionalmente, seminaristas se unem à equipe.[5]

Clericus Cup[editar | editar código-fonte]

Em 2007, sacerdotes e seminaristas da Cidade do Vaticano e de Roma disputaram a primeira edição da Clericus Cup, torneio criado após uma ideia do secretário de estado do Vaticano, o cardeal Tarcisio Bertone.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.