Self Portrait

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Self Portrait
Álbum de estúdio de Bob Dylan
Lançamento 8 de junho de 1970
Gravação 24 de abril de 196930 de março de 1970
Gênero(s) Country
Country rock
Duração 73 min 15 seg
Formato(s) LP
Gravadora(s) Columbia Records
Produção Bob Johnston
Cronologia de Bob Dylan
Último
Último
Nashville Skyline
(1969)
New Morning
(1970)
Próximo
Próximo

Self Portrait é o décimo álbum de estúdio do cantor Bob Dylan, lançado a 8 de junho de 1970.

O disco recebeu críticas muito pobres, inclusive Greil Marcus da revista Rolling Stone, disse: "O que é esta porcaria?"[1]

Considerando os trabalhos anteriores de Dylan, o disco deixa muito a desejar. Além de conter um exagerado número de regravações (o que irritou os críticos), a maioria das canções se parecem muito, diferenciando-se do seu álbum anterior, Nashville Skyline, que é bem eclético.

O disco atingiu o nº 4 do Pop Albums.[2]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 2 de 5 estrelas.Star full.svgStar empty.svgStar empty.svgStar empty.svg [3]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1[editar | editar código-fonte]

  1. "All the Tired Horses" (Dylan) – 3:12
  2. "Alberta #1" (Tradicional, arranjos por Dylan) – 2:57
  3. "I Forgot More Than You'll Ever Know" (Cecil A. Null) – 2:23
  4. "Days of '49" (Alan Lomax, John Lomax, Frank Warner) – 5:27
  5. "Early Mornin' Rain" (Gordon Lightfoot) – 3:34
  6. "In Search of Little Sadie" (Tradicional, arranjos por Dylan) – 2:27

Lado 2[editar | editar código-fonte]

  1. "Let It Be Me" (Gilbert Bécaud, Mann Curtis, Pierre Delanoë) – 3:00
  2. "Little Sadie" (Tradicional, arranjos por Dylan) – 2:00
  3. "Woogie Boogie" (Dylan) – 2:06
  4. "Belle Isle" (Tradicional, arranjos por Dylan) – 2:30
  5. "Living the Blues" (Dylan) – 2:42
  6. "Like a Rolling Stone" (Ao vivo) (Dylan) – 5:18
    • Gravado ao vivo a 31 de Agosto de 1969 no Isle of Wight Festival.

Lado 3[editar | editar código-fonte]

  1. "Copper Kettle (The Pale Moonlight)" (Alfred Frank Beddoe) – 3:34
  2. "Gotta Travel On" (Paul Clayton, Larry Ehrlich, David Lazar, Tom Six) – 3:08
  3. "Blue Moon" (Lorenz Hart, Richard Rodgers) – 2:29
  4. "The Boxer" (Paul Simon) – 2:48
  5. "The Mighty Quinn (Quinn the Eskimo)" (Ao vivo) (Dylan) – 2:48
    • Gravado ao vivo a 31 de Agosto de 1969 no Isle of Wight Festival.
  6. "Take Me as I Am (Or Let Me Go)" (Boudleaux Bryant) – 3:03

Lado 4[editar | editar código-fonte]

  1. "Take a Message to Mary" (Felice Bryant, Boudleaux Bryant) – 2:46
  2. "It Hurts Me Too" (Tradicional, arranjos por Dylan) – 3:15
  3. "Minstrel Boy" (Ao vivo) (Dylan) – 3:32
    • Gravado ao vivo a 31 de Agosto de 1969 no Isle of Wight Festival.
  4. "She Belongs to Me" (Ao vivo) (Dylan) – 2:43
    • Gravado ao vivo a 31 de Agosto de 1969 no Isle of Wight Festival.
  5. "Wigwam" (Dylan) – 3:09
  6. "Alberta #2" (Tradicional, arranjos por Dylan) – 3:12

Referências

  1. Greil Marcus, "Self Portrait No. 25", in Studio A: The Bob Dylan Reader (1970), p. 74 (Benjamin Hedin, ed., 2004)
  2. www.allmusic.com
  3. Avaliação no Allmusic
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Bob Dylan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.