Selma Egrei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Julho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Selma Egrei
Nascimento 16 de março de 1949 (65 anos)
São Paulo, SP
Outros prêmios
IMDb: (inglês)


Selma Egrei (São Paulo, 16 de março de 1949) é atriz brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1970 ingressou na Escola de Arte Dramática (EAD), de São Paulo. Começou a atuar tanto na televisão, quanto no teatro e no cinema, mas este teria sua preferência. Estreou nas telas com Cordélia, Cordélia (1971), e já atuou em mais de trinta filmes.

Por sua beleza, foi uma das atrizes prediletas de Fauzi Mansur, Cláudio Cunha, J. Marreco, John Doo e Jean Garret, época em que o cinema brasileiro, para fugir à censura política, optava pela pornochanchada. No entanto, nas mãos de Walter Hugo Khouri, com quem fez quatro filmes, é que seu talento se revelaria.

Estreou na televisão em 1970, mas a popularidade viria com Papai Coração. Mas seu trabalho na televisão sempre foi esporádico, enquanto no cinema fazia um filme atrás de outro. No entanto, se destacou em telenovelas como Ninho da Serpente (1982), de Jorge Andrade, na TV Bandeirantes e Carmem (1987), de Glória Perez, na TV Manchete e em minisséries como Tudo em Cima (1985), de Bráulio Pedroso e Geraldo Carneiro e Um Só Coração (2004), de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira.

Nos últimos anos tem se dedicado ao teatro, fazendo trabalhos muito elogiados com José Possi Neto e Celso Nunes, entre outros diretores. Em 2006 atuou em Sra. Macbeth, e no badalado monólogo Sirimin, baseado em textos de Guimarães Rosa, adaptados para o palco por ela.

Recentemente, fez uma participação rápida como a compradora da casa de Maria Paula (Marjorie Estiano) em Duas Caras (2007), de Aguinaldo Silva, e interpretou Dulce Porto, uma mulher interesseira em A Favorita (2008), de João Emanuel Carneiro. Ambas telenovelas das 21h da Rede Globo. Depois, fez uma participação na minissérie Som & Fúria, como Cláudia Cruz, em 2009. No final do mesmo ano, atuou em outra minissérie, Cinquentinha, de Aguinaldo Silva, como Flávia. Já no início de 2010 a atriz fez uma participação na telenovela Tempos Modernos, de Bosco Brasil, como Tamara.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Na televisão[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cinemateca Brasileira, Cordélia, Cordélia [em linha]
  2. Cinemateca Brasileira, Aleluia, Gretchen [em linha]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o