Semecarpus anacardium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAnacárdio oriental
Ilustração

Ilustração
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Sapindales
Família: Anacardiaceae
Género: Semecarpus
Espécie: S. anacardium
Nome binomial
Semecarpus anacardium
L.f.

Anacárdio oriental (Semecarpus anacardium) (hindi: भिलावा, sânscrito: अग्निमुख) é uma árvore nativa da Índia, e está intimamente relacionado com o caju (Anacardium occidentale)[1] .

Etimologia[editar | editar código-fonte]

É conhecida como bhallatak (hindi: भल्लातक) na Índia e foi chamado de "castanha de marcação" pelos europeus, pois era usado por lavadeiro para marcar pano e roupas antes de lavar, pois transmitem uma marca insolúvel em água no pano. É também conhecido como "beeja ker" na língua canaresa, uma das línguas da Índia.

Características[editar | editar código-fonte]

É uma árvore caducifólia, encontrado próximo ao Himalaia. A castanha é de cerca de 25 milímetros de comprimento, ovoide, lisa e escuro-brilhante. Em Ayurveda, a castanha é considerada uma rasayana, planta para a longevidade e rejuvenescimento, e é processado antes de usar, porque é tóxico naturalmente.

Usos medicinais[editar | editar código-fonte]

Estudos recentes têm mostrado que a fruta seja um bom agente anti-inflamatório e eficaz em vários tipos de cânceres. Ele também é usado contra infecções bacterianas e fúngicas[2] .

Sinonímia[editar | editar código-fonte]

  • Anacardium latifolium Lam.,
  • Anacardium officinarum Gaertn.,
  • Anacardium orientale auct. ex Steud.,
  • Semecarpus latifolia Pers.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]