Semencaré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Semenkhkare)
Ir para: navegação, pesquisa

Semencaré,1 ou ainda Anjjeperura Semenchkare2 ou Semenejkara, 3 foi o mais breve e enigmático faraó da XVIII dinastia egípcia, governando de c.1338 a.C. a c.1336 a.C.

O nome de Semencaré aparece no final do reinado de Aquenáton, convertido em corregente do trono e, nessa condição, seu sucessor.

Todavia, há muitas dúvidas e teorias sobre sua identidade. As mais aceitas são:

  • Ele seria um dos filhos de Amenófis III com um de suas esposas reais, talvez Tiy. Nesse caso, ele seria irmão de Aquenáton.
  • Ele seria marido de Meritaton, a filha mais velha de Aquenáton e, por conseguinte, genro do rei.4 Era adepto convicto da doutrina de Aton, razão pela qual Aquenáton – que não teria herdeiros masculinos – escolheu-o para sucedê-lo. Em alguns anéis de fiança encontrados em Amarna, ele é referido como o “predileto de Aton”. Por outro lado, se correta essa teoria, é estranho que ele não tenha adotado um nome em homenagem a Aton, como o fez Tutancaton (depois, Tutancâmon). 5
  • Ele seria filho de Aquenáton com uma de suas esposas secundárias e, desse modo, herdeiro legítimo do trono. No entanto, até hoje somente se registra Tutancâmon como filho homem de Aquenáton.6
  • Ele seria, na verdade, não um homem mas a própria esposa de Aquenáton, a famosa Nefertiti que, a exemplo de Hatshepsut, teria adotado aparência e títulos masculinos para assumir o trono, após a morte do marido. Em favor dessa teoria conta o fato do nome de Nefertiti deixar de ser mencionado à época em que aparecem referências a Semencaré.

Para Paranhos é importante não confundir o título Semenchkare (que significa o ká de Rá está firmemente estabelecido) com o nome do faraó. Nefertiti assumiu o governo da Terra de Kemi (como era conhecido o Egito) como co-regente de Aquenáton, com o nome de AnkhKheperure Meri WáenRá Nefer-NeferuAten Smenkhkare.nota_ 1 nota_ 2 Com a morte de Nefertiti e Aquenáton, assume Panhesy, sacerdote do templo de Rá em Heliópolis, ao casar-se com a filha mais velha de Aquenáton e Nefertiti, Merit-Aton, e adotou o título de Semencaré, daí a confusão que ainda existe sobre esse faraó.7

De qualquer forma, o fato de ter governado por apenas 2 ou 3 anos, sugere que Semencaré morreu prematuramente (devia ter menos de 30 anos), em circunstâncias desconhecidas e tão misteriosas quanto as da morte de seu sucessor, o faraó-menino Tutancâmon.


Portal A Wikipédia possui o portal:

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Nefertiti assume assim os dois títulos reais de Aquenáton (AnkhKheperure e WáenRá), mantendo o título que recebeu quando se casou com Aquenáton (Nefer-NeferuAten) e adicionando seu nome real como Semencaré.
  2. Seu nome significa "Aquela que vive nas transformações de Rá; Amada daquele que é Uno com Rá; Bela como as belezas de Aton; O ká de Rá está firmemente estabelecido".

Referências

  1. Lopes 2011, p. 91
  2. Anjjeperura Semenchkare é a transcrição de seu nome de trono.
  3. Semenejkara é a transcrição de seu nome de nascimento, muito utilizado em textos acadêmicos.
  4. H. R. Hall, História Antiga do Oriente Próximo, Rio de Janeiro, CEB, 1948.
  5. O nome Semenchkar homenageia o deus solar Rá, significando "As manifestações de Rá são vivas"
  6. Rei Tut: segredo de família. Artigo publicado por Zahi Hawass na revista National Geographic do Brasil de setembro de 2010 - ano 11, nº 126, págs. 44-69.
  7. Aquenaton - a revolução espiritual do Antigo Egito. Romance histórico de Roger Bottini Paranhos, publicado em 2002 pela Editora do Conhecimento.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Aquenáton
Faraó
XVIII dinastia
Sucedido por
Tutancâmon
Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.