Seminário (Curitiba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Seminário
Subprefeitura Santa Felicidade
Área 2,13 km²
População 7.395 hab.
Densidade 34,75 hab/km²
Bairros Limítrofes Água Verde, Batel, Campina do Siqueira, Campo Comprido, Mossunguê, Santa Quitéria, e Vila Izabel.
Principais Vias Avenida Sete de Setembro
Avenida Silva Jardim
Avenida Iguaçu
Avenida Nossa Senhora Aparecida
Avenida Presidente Arthur da Silva Bernardes
Avenida Vicente Machado
Rua General Mário Tourinho
Rua Bispo Dom José
Rua Gonçalves Dias
Rua Jaime Veiga
Rua Lourenço Mourão
Pontos de referência Fonte de Jerusalém
Colégio Marista Paranaense

Seminário é um bairro da cidade brasileira de Curitiba, Paraná.

A denominação do bairro tem sua origem no fato de ali estar localizado o primeiro Seminário da Igreja Católica da Diocese do Paraná. O Seminário era também uma escola de estudos para alunos internos e externos. A pedra fundamental foi lançada em 1896 pelo Bispo Dom José de Camargo Barros, a inauguração no ano de 1901. Em 1938 o Seminário foi adquirido pela Congregação dos Irmãos Maristas, tomando o nome atual de Colégio Paranaense.

No Seminário estão instalados os colégios estaduais Arthur Ribeiro de Macedo, Nilson Baptista Ribas, Rio Branco e Dom Pedro II. No antigo seminário, ao lado do Colégio Paranaense, funcionaram as Faculdades Positivo, que deram origem à Unicenp.

A ocupação da região está intimamente ligada ao Caminho do Mato Grosso, o qual era o acesso aos Campos Gerais e ao Norte do Estado. Em função disso, ao longo da estrada, instalaram-se muitos armazéns que serviam de entrepostos para os viajantes e colonos, nos quais encontravam desde alimentos, ferramentas para a lavoura até equipamentos para as carroças.

Guarda Civil na linha de bondes em 1911.

Delimitação do Bairro[editar | editar código-fonte]

Conforme o decreto municipal 774/1975 o bairro tem como:

  • Ponto inicial na confluência das Ruas Vicente Machado e Jerônimo Durski.
  • Segue pelas Ruas Jerônimo Durski, Josefina Rocha, Gabriel de Lara,

Bispo D. José, Belo Horizonte, Av. Sete, de Setembro, Rua Leôncio Correia, Av. Iguaçu, Av. Pres. Arthur Bernardes, Córrego Vila Izabel, Rio Barigui, Rua Emílio de Almeida Tôrres, Dep. Nilson Ribas, linha reta e seca, Rua Álvaro Alvin, Rua Vicente Machado, até o ponto inicial.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]