Senador Pompeu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Senador Pompeu
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 3 de setembro de 1896
Gentílico senador pompeuense ou senadorense
Prefeito(a) Antonio Mendes de Carvalho (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Senador Pompeu
Localização de Senador Pompeu no Ceará
Senador Pompeu está localizado em: Brasil
Senador Pompeu
Localização de Senador Pompeu no Brasil
05° 35' 16" S 39° 22' 19" O05° 35' 16" S 39° 22' 19" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Sertões Cearenses IBGE/2008 [1]
Microrregião Sertão de Senador Pompeu IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Norte: Quixeramobim, Leste: Milhã, Sul: Dep. Irapuan Pinheiro, Piquet carneiro e Mombaça, Oeste: Pedra Branca
Distância até a capital 273 km
Características geográficas
Área 1 002,127 km² [2]
População 26 494 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 26,44 hab./km²
Altitude 184 m
Clima tropical semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,618 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 108 182,959 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 315,41 IBGE/2008[5]
Página oficial

Senador Pompeu é um município do estado do Ceará, Brasil.

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Em 1876 Senador Pompeu emancipou-se político-administrativamente de Maria Pereira, atual Mombaça, sendo elevado à categoria de vila. Em 1901 foi elevado à categoria de cidade. Em 1897 foi criado o primeiro distrito: Miguel Calmon. Em 1913 mais um distrito: Tróia. Em 1931 Senador Pompeu anexou o extinto município de Pedra Branca, pois o mesmo não pôde ser instalado. Em 1933 é criado o distrito de Girau. Em 1935 Pedra Branca se emancipa de Senador Pompeu e anexa o distrito de Tróia. Em 1938, o distrito Girau mudou o nome para Piquet Carneiro. Em 1943 o distrito Miguel Calmon muda o nome para Ibicuã. Em 1951 são criados dois distritos: Engenheiro José Lopes e São Joaquim do Salgado. Em 1957 Piquet Carneiro se emancipa de Senador Pompeu, e anexa o distrito pompeuense Ibicuã. Em 1987 são criados mais dois distritos: Bonfim e Codia.[6]

Atualmente Senador Pompeu possui 5 distritos:

  1. Bonfim
  2. Codia
  3. Engenheiro José Lopes
  4. São Joaquim do Salgado
  5. Senador Pompeu (distrito-sede)


História[editar | editar código-fonte]

Senador Pompeu emancipou-se políticamente pela lei estadual nº 332 de 3 de setembro de 1896, com território desmembrado de Maria Pereira, atual Mombaça, e recebeu status de cidade em 1901.[7]

Devido a infra-estrutura ferroviária e localização central, Senador Pompeu, foi uma das cidades cearenses na qual foi instalado um dos Campos de Concentração no Ceará (ou mais conhecidos como os currais do governo) durante a seca de 1932.

O Município de Senador Pompeu conta atualmente com 4 distritos: Engenheiro José Lopes, São Joaquim do Salgado, Codiá e Bonfim.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se na Microrregião do Sertão de Senador Pompeu, mesorregião dos Sertões Cearenses,

Relevo[editar | editar código-fonte]

Com altitude média, em relação ao nível do mar, de 177 metros, sua mais alta serra é a do Patu, um verdadeiro símbolo municipal.

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

Está situado na bacia hidrográfica do Banabuiú, tem com principais rios: rio Banabuiú, rio Mandacaru e rio Patu, e outro riachos. Alem do Açude Patu.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é tropical semi-árido com chuvas concentradas de fevereiro a abril. O índice pluviométrico médio anual é de 730 mm.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Sua vegetação típica é a caatinga.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Em 2010 o município tinha 26.469, sendo que em 2003 a população era maior com 27.243 habitantes, sendo que cerca de 59% residente em zona urbana e 41% na zona rural (1999). Em 1996, mais de 30% de sua população situava-se na faixa etária de 05 a 19 anos. Tendo o total, em 1996, de 6.161 domicílios.

Educação, cultura e turismo[editar | editar código-fonte]

O município contava com o Campus Avançado do Sertão Central-CASC, que pertencia a Universidade Estadual do Ceará-UECE oferenco cursos de licenciatura plena em Letras, História e Ciências Exatas, mas que por descaso dos poderes públicos municipais da região foi fechado e está abandonado e depredado. Cerca de 13% da população é analfabeta e menos de 0,5% concluiu nível superior (dados do ano 2000).

A cidade possui uma biblioteca, um teatro simples, pertencente à igreja, havia um museu, que foi destruído por vândalos.

A produção cultural é viva e intensa. Sendo uma das cidades que mais se destacam no sertão central e no Estado do Ceará. Há vários grupos de dança de quadrilha, artesões, artistas plásticos, escritores, grupos teatrais, dramaturgos, produtores de trabalhos audiovisuais.

Uma das atrações turísticas é a ponte ferroviária, uma ponte trazida da Inglaterra, e a estação ferroviária.

Outra atração turística, de cunho religiosa, é a Caminhada da Seca. Uma romaria anual, que há 26 anos acontece em homenagem as vítimas do Campo de Concetração. Esta inicia-se na Igreja de Nossa Senhora das Dores e encerra-se no cemitério da Barragem do Patu


Dólmen[editar | editar código-fonte]

No dia 22 de setembro de 2012 foi descoberto pelo pesquisador Valdecy Alves na localidade de Pedras Grandes próximo a Serra do Patu, um sítio pré-histórico com um monumento megalítico mais conhecido como Dólmen, no Brasil só existiam até o momento dois monumentos do período neolítico um em Paramirim, Bahia e outro em Anicuns, Goiás.


Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=231270&search=ceara%7Csenador-pompeu
  7. Senador Pompeu Ceará - CE Histórico. IBGE (14/12/2009). Página visitada em 13/04/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.