Sentado à Beira do Caminho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Sentado à Beira do Caminho"
Single de Erasmo Carlos
do álbum Erasmo Carlos e os Tremendões
Lançamento Maio de 1969
Formato(s) Mini LP
Gênero(s) Rock and Roll
Duração 04:33
Gravadora(s) RGE
Composição Erasmo Carlos e Roberto Carlos

"Sentado à Beira do Caminho" é uma canção composta por Roberto Carlos e Erasmo Carlos e lançada no formato compacto simples em maio de 1969 por Erasmo Carlos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Inspirada em uma canção sucesso no ano de 1968, Honey (I miss you) de Bobby Russell, interpretada por Bobby Goldsboro, foi composta, em trabalho conjunto, letra e música, pela dupla de compositores Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

É uma canção romântica descrevendo o desespero e a deseperança de um apaixonado que se encontra na "beira de uma estrada" aguardando por sua amada. Nesta situação, a letra descreve o que se passa na estrada (movimento, chuva, sol, trânsito) enquanto o personagem espera por sua grande paixão.

O refrão "Preciso acabar logo com isto, preciso lembrar que eu existo", segundo uma entrevista de Erasmo Carlos, foi criação de Roberto Carlos, após uma madrugada inteira atrás das "palavras certas", e que surgiu após um breve cochilo.

O arranjo da primeira versão da música é valorizada pelo teclado Hammond B-3 de Lafayette, bastante original e criativo e também pelo guitarra base de Aristeu Alves dos Reis.

Na época, a gravação de Erasmo Carlos foi um estrondoso sucesso, tornando a colocar o cantor nas paradas de sucessos nacionais. As rádios não paravam de tocar a canção em todo o Brasil.

A novela Beto Rockfeller chegou a executá-la na íntegra em um capítulo, enquanto o personagem principal caminhava pelas ruas de São Paulo.

Faixas[editar | editar código-fonte]

A canção original foi lançada em diversos formatos por Erasmo Carlos:

Compacto simples
  • RGE 70.363, Maio de 1969
  • 01 - Sentado à Beira do Caminho (Erasmo-Roberto)
  • 02 - Johnny Furacão (Erasmo-Roberto)
EP Sentado à Beira do Caminho
  • RGE 302.0009, Junho de 1969
  • 01 - Sentado à Beira do Caminho (Erasmo-Roberto)
  • 02 - Johnny Furacão (Erasmo-Roberto)
  • 03 - O Maior Amor da Cidade (Erasmo-Roberto)
  • 04 - A Próxima Dança (Erasmo-Roberto)

Além de constar destes lançamentos, ainda fez parte do disco LP Erasmo Carlos e os Tremendões (1970). Este disco Marcou a saída de Erasmo Carlos do selo RGE e a sua ida para a Polygram.

Versões[editar | editar código-fonte]

  • Em 1980, Erasmo Carlos regravou esta canção, com participação de Roberto Carlos.
  • Outras versões em castelhano foram gravadas por Erasmo Carlos e Roberto Carlos.
  • Uma versão em italiano foi gravada por Ornella Vanoni. A regravação, chamada de "L'Appuntamento", foi um dos sucessos da cantora em 1970 . Esta versão fez parte da trilha sonora do filme Doze Homens e Outro Segredo, de 2004. Em 2006, Andrea Bocelli e Roberto Carlos regravaram a versão em italiano.
  • Outra versão em italiano foi gravada em 2012 por Raul Malo, no álbum ao vivo Around the World.
  • Em 2012 a banda Fresno gravou como parte do projeto muda rock.[1]

Referências

  1. a b Fresno grava música de Erasmo Carlos; veja o videoclipe. Território da Música. Página visitada em 14 de dezembro de 2012.