Sergei Saltykov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sergei Saltykov
Sergei Saltykov
Nome completo Sergei Vasilievich Saltykov
Nascimento 1726
Rússia
Morte 1765 (39 anos)
Nacionalidade Russa
Parentesco Vasili Feodorovich Saltykov
Maria Alexeievna Galitzina

O conde Sergei Vasilievich Saltykov (em russo: Сергей Василиевич Салтыков), (1726-1765), foi um oficial e camareiro russo que se tornou o primeiro amante da imperatriz Catarina, a Grande pouco depois da sua chegada à Rússia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Na sua autobiografia, a imperatriz Catarina lançou rumores de que Sergei era o pai biológico do seu filho, o futuro czar Paulo I da Rússia.1 Foi dito que Paulo era "quase de certeza filho do amante dela."2 Contudo, a maior parte dos historiadores acredita que esta insinuação de Catarina foi motivada pela relação conturbada que a imperatriz tinha com o seu filho com o objectivo de prejudicar a força da sua posição como herdeiro ao trono. Na verdade, Paulo parecia-se muito com o seu pai oficial, Pedro III, tanto no aspecto físico como no temperamento.3 Havia muito pouco em comum entre Sergei, que era alto e atraente, e Paulo que era temperamental e atarracado.4

Sergei era filho do nobre Vasili Feodorovich Saltykov que não tinha o título de conde, embora muitas publicações tenham decidido apelidá-lo de tal. A sua esposa, com quem se casou em 1724, era a princesa Maria Alexeievna Galitzina, filha do príncipe Alexei Borisovich Galitzine. O príncipe Galtitzine tinha prestado serviço como mordomo e coronel. A esposa dele, com quem se casou em Janeiro de 1684, era Anna Ivanovna Sukina. Os Saltykov eram uma antiga família boiarda e rivais dos Romanov. Descendiam de uma irmã do primeiro czar Romanov, bem como de vários ramos dos Rurikid, a antiga dinastia real russa, através de linhas femininas. Por exemplo, a czarina Praskovia, mãe da imperatriz Ana, descendia deste clã, apesar de ser uma parente muito afastada de Sergei.

Referências

  1. Dangerous Liaisons. Liena Zagare, The New York Sun, Arts & Letters, Pg. 15. 18 de Agosto de 2005
  2. RUSSIA'S OTHELLO Who was Abram Gannibal? For centuries, Alexander Pushkin's great-grandfather - an African slave who became a Russian noble - was thought to be an Abyssinian prince. Only when HughBarnes trekked to Cameroon did the dramatic truth emerge in black and white. Hugh Barnes, The Daily Telegraph (London), Book Section, Pg. 001. 30 de julho de 2005
  3. Great Catherine: The Life of Catherine the Great, Empress of Russia de Carolly Erickson. Florence King, The American Spectator, Book Review, agosto de 1994
  4. "Love, Sex And Power In Affairs Of State And Heart", Canberra Times, 29 de julho de 2006