Sergey Shcherbakov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Serhiy Shcherbakov
Сергій Щербаков
Informações pessoais
Nome completo Serhiy Hennadiyovych Shcherbakov
Data de nasc. 15 de setembro de 1971 (42 anos)
Local de nasc. Donets'k, Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg União Soviética
Nacionalidade Ucrânia Ucraniano
Altura 1,80 m
Canhoto
Apelido Cherba
Informações profissionais
Posição Meia
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19881992
19921993
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Ucrânia Shakhtar Donets'k
Portugal Sporting Lisboa
70 (6)
25 (5)
Seleção nacional
1991
1992
1992
Flag of the Soviet Union.svg União Soviética sub-20
Flag of Russia (1991-1993).svg Rússia sub-20
Flag of Ukraine.svg Ucrânia
? (?)
? (?)
2 (0)

Sergey Gennadyevich Shcherbakov ou Serhiy Hennadiyovych Shcherbakov - respectivamente, em russo, Сергей Геннадиевич Щербаков e, em ucraniano, Сергій Геннадійович Щербаков (Donets'k, 15 de agosto de 1971) é um ex-futebolista ucraniano que atuava como meia.

Em seu país[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira no clube principal de sua cidade, o Shakhtar Donets'k, pelo qual disputou os três últimos campeonatos soviéticos e o primeiro ucraniano. Entretanto, só foi descoberto no exterior após um exuberante Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 1991, onde, pela Seleção Soviética (no que seria a última participação dela em um torneio), foi o artilheiro com cinco gols.

Sporting[editar | editar código-fonte]

A URSS terminou na terceira colocação, e Shcherbakov atraiu especialmente olhares portugueses (cuja seleção terminou campeã): no ano seguinte, foi contratado pelo Sporting Lisboa. O meia logo tornou-se ídolo no José Alvalade, desenvolvendo bom entrosamento com os búlgaros Krasimir Balakov e Ivaylo Yordanov e o jovem Luís Figo. Em Portugal, acabou sendo mais comumente grafado como Cherbakov, e ganharia o carinhoso apelido de Cherba da torcida. Um belíssimo gol seu contra o Beira-Mar, em que desferiu forte chute de fora da área, emendando de primeira um escanteio de Balakov, é lembrado até hoje pelos sportinguistas.[1]

Fim trágico da carreira[editar | editar código-fonte]

Em 15 de dezembro de 1993, entretanto, após recente e dolorosa eliminação na Copa da UEFA frente ao Casino Salzburgo (no jogo de volta, os austríacos, que perderam em Lisboa por 0 x 2, reverteram a desvantagem e venceram por 3 x 0), veio a tragédia que interrompeu sua promissora carreira. Cherba ultrapassou um semáforo vermelho e sofreu um grave acidente de carro, que lhe deixou paraplégico, com paralisia do ventre para baixo. Emocionado, Figo dedicou-lhe o gol que marcou no jogo seguinte ao acidente, um clássico contra o Benfica.[2]

Atualmente vivendo em Moscou, Cherba nutre até hoje carinho pelo Sporting, tendo acompanhado, na Liga dos Campeões da UEFA de 2008, partida em Donets'k entre os dois clubes que defendeu.[3] Já havia visto no ano anterior, na capital russa, duelo entre os portugueses e o Spartak Moscou, pelo mesmo torneio, tendo também visitado um treinamento de sua ex-equipe no mesmo ano.[4]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Além de atuar pelas seleções juvenis da União Soviética e da Rússia,[5] [6] Shcherbakov jogou também duas vezes pela Seleção Ucraniana principal.

Referências