Serranópolis do Iguaçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Serranópolis do Iguaçu
Bandeira de Serranópolis do Iguaçu
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico serranopolitano
Prefeito(a) Luiz Carlos Ferri (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Serranópolis do Iguaçu
Localização de Serranópolis do Iguaçu no Paraná
Serranópolis do Iguaçu está localizado em: Brasil
Serranópolis do Iguaçu
Localização de Serranópolis do Iguaçu no Brasil
25° 22' 48" S 54° 03' 07" O25° 22' 48" S 54° 03' 07" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Oeste Paranaense IBGE/2008[1]
Microrregião Foz do Iguaçu IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Medianeira, São Miguel do Iguaçu, Matelândia, Capanema e Argentina.
Distância até a capital 595 km
Características geográficas
Área 483,658 km² [2]
População 4 568 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 9,44 hab./km²
Clima SubTropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,796 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 66 400,836 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 091,10 IBGE/2008[5]
Página oficial

Serranópolis do Iguaçu é um município brasileiro do estado do Paraná. Cidade marcada pela baixa taxa de analfabetismo, possuindo uma das melhores educações do Brasil.

População[editar | editar código-fonte]

A população estimada em 2000 era de 4.740 habitantes, população que diminuiu para 4327 em 2007 e 2008;[6]

História[editar | editar código-fonte]

Emancipado do Município de Medianeira em 1996, tendo como seu primeiro Prefeito Nilvo Antonio Perlin.

No início dos anos 60, a localidade protagonizou uma grande batalha entre os posseiros das terras que ali residiam, contra jagunços e invasores que queriam expulsá-los, tomando as propriedades.Outro episódio que marcou a história do município foi o fechamento da Estrada do Colono, caminho percorrido pelos colonizadores para desbravar parte da Região Oeste, que foi arbitrariamente fechado por pressão da Unesco, sob pretexto de conservar o Parque Nacional do Iguaçu, porém as autoridades não atacaram o principal problema da reserva, que é a caça e a extração de palmito.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Sua principal atração é o 'Arrancadão de Jericos', um evento que reúne veículos rudimentares, adaptados sobre chassis de sucatas, apelidados de jericos. Serranópolis do Iguaçu possui algumas bandas de música com ênfase ao regionalismo, herdado da colonização gaúcha. O município conta ainda com um tímido turismo rural, que busca atrair pessoas que procuram o sossego e a tranquilidade da vida no campo.

O município sofreu um recente processo de urbanização, principalmente após sua emancipação política e administrativa. O êxodo rural ocasionou o esvaziamento dos pequenos vilarejos e comunidades, com o fechamento de escolas e concentração da população nos bairros, como no caso da Linha Boa Vista comunidade rural que no seu auge populacional chegou a ter mais de 250 famílias morando, e hoje conta com apenas pouco menos de 45 famílias. A economia baseia-se principalmente no plantio de grãos, dentre as quais a soja e o milho prevalecem. O município sofreu um processo de urbanização, causado principalmente pela monocultura da soja e mecanização dos trabalhos agrícolas; tal fenômeno transformou o interior do município, onde percebe-se o desaparecimento do pequeno agricultor ou colono, com a consequente concentração de terras nas mãos de fazendeiros e migração da população para área urbana, onde buscam de trabalho. Pode-se citar ainda a atividade leiteira e a suinocultura como fontes alternativas de geração de renda no município.

Os royalties verdes - ICMS Ecológico, são uma importante renda, e são recebidos mensalmente pelo fato de o município fazer divisa com o Parque Nacional do Iguaçu.

A Prefeitura Municipal é a maior geradora de empregos no município.

Ensino[editar | editar código-fonte]

Em 2013, alunos do município tiveram ótimo desempenho, em escolas públicas do Paraná, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática[7] .

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. [1]
  7. Boas lições que vêm do interior caderno Vida e Cidadania - Jornal Gazeta do Povo edição de 31 de março de 2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]