Serviço de trabalho obrigatório

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Serviço de trabalho obrigatório (em francês, Service du travail obligatoire - STO) consistiu na requisição e transferência compulsória para a Alemanha nazi, de centenas de milhares de trabalhadores franceses para ajudarem ao esforço de guerra alemão nomeadamente em fábricas, na agricultura e nos caminhos de ferro.

Com a cumplicidade activa do governo de Vichy (os trabalhadores franceses foram os únicos da Europa a ser requisitados por leis do seu próprio estado, e não por uma ordem dos ocupantes alemães), a Alemanha nazi impõe o STO para compensar a falta de mão-de-obra devido ao envio dos seus soldados para a frente de combate.

Fritz Sauckel, apelidado de "negreiro da Europa", foi encarregado de recrutar mão-de-obra em toda a Europa, por todos os meios, e interessou-se particularmente pela França.

Um total de 600 000 a 650 000 trabalhadores franceses form enviados para a Alemanha entre Junho de 1942 e Julho de 1944. A França foi o terceiro fornecedor de mão de obra forçada ao Reich, após a URSS e a Polónia, e o país que forneceu mais operários qualificados.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • La déportation des travailleurs français dans le IIIème Reich, Jacques Evrard, Fayard, Les grandes études contemporaines, Paris, 1972.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.