Serzedo (Vila Nova de Gaia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Serzedo  
—  Freguesia  —
Brasão de armas de Serzedo
Brasão de armas
Localização no concelho de Vila Nova de Gaia
Localização no concelho de Vila Nova de Gaia
Serzedo está localizado em: Portugal Continental
Serzedo
Localização de Serzedo em Portugal
41° 03' 04" N 8° 37' 46" O
País  Portugal
Concelho VNG1.png Vila Nova de Gaia
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 7,62 km²
População (2011)
 - Total 7 891
    • Densidade 1 035,6/km2 
Sítio http://www.jf-serzedo.pt

Serzedo é uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Nova de Gaia, com 7,62 km² de área e 7 891 habitantes (2011) Densidade: 1035,6 h/km². Foi elevada a vila em 12 de Julho de 2001. Tem como vizinhas as freguesias de: Arcozelo, Canelas, Grijó, Gulpilhares, Perosinho, São Félix da Marinha e Sermonde.

História[editar | editar código-fonte]

A palavra "Cerzedo" aparece no diploma mais antigo, segundo documentos datados de 995, o nome desta freguesia era Cerseto.

Em 1030 já nos aparece com a denominação de Cereseto. Finalmente, em 1157 já a grafia se apresenta definitiva – Cerzeto e assim nos aparece no foral concedido por D. Manuel, em 1518. Ora se tivermos em conta o que se observa nos velhos marcos da freguesia datados de 1599, a grafia correcta da toponímia teria de ser Cerzedo e não Serzedo. Mesmo se pode observar na seguinte inscrição na Capela de Nª Sr.ª Fontes:

"esta hermida de nossa senhora de fontes he do moesteiro de sam salvador de igreio e sofragvanha he sva igreia de sam mamede de cerzedo a qval foi de novo reedificada por o prior e convento do dito moesteiro em o anno de christo iesvnosso salvador de mdllvi a vii dezembro"

Ainda então inexistente e a sua menção é devida à identificação do ribeiro que passa em Grijó (…"vindo de oriente, do Monte Feiteira"…), o qual parece então anónimo, como se deduz da localização de Grijó.

Este ribeiro… "discorre de Serzedo"…, do que se vê ser este local o mais importante naqueles tempos, do território da actual freguesia, pois à confluência desse ribeiro com as povoações de Fontes, Outeiral, Corvadelo e Sabariz (estas já existentes ou, como se esperaria, foram as mais importantes de Serzedo, na definição do curso de água que passa junto a Grijó), é devido o nome da freguesia. Como esta povoação se localiza entre o Monte de Pedroso e o litoral, entende-se que o povoamento do território do que hoje é Serzedo deve ser talvez de épocas pré-históricas. O próprio topónimo é antiquíssimo.

Nos Portugaliae Monumenta Histórica, Diplomata et Chartea, Torre do Tombo, Lisboa, encontram-se frequentes documentos referindo-se já a esses lugares: a palavra Cerzedo, aparece nos diplomas nos anos de 948, 988, 1043, 1050 e 1072.

A conquista romana, em 206 a.C. fez-se pelos caminhos dos Celtas e dos Iberos e por essa mesmas vias, melhoradas, é que penetraram, mais tarde, as hostes germânicas e árabes. Foi neste envolvimento de etnias que se desenvolveram as Villas, forma superior de povoamento e de administração romana, núcleos em torno dos quais se consolidou a civilização medieval Douro-Vouguense.

Assim, as terras de Gaia, vão até Terras de santa Maria da Feira, compondo-se de uma série de freguesias, em que Serzedo marca presença. De que os mouros aqui passaram ninguém duvida. (Mahamuti, agora Mafamude, Almeàra, o dormitório urbano, a estrada mourisca, que atravessa Serzedo vinda de Grijó em direcção ao norte do concelho).

Tanto a estrada mourisca, que em tempos foi caminho obrigatória que unia as Terras de Santa Maria da Feira a Gaia, passando e rasgando as freguesias de Guetim Grijó, Sermonde, São Félix da Marinha, Serzedo, Perosinho, Canelas, Gulpilhares, Valadares e Madalena até chegar ao Calem, como outras carrarias de Serzedo, faziam parte de uma importante rede de caminhos que ligou todos os lugares, desde as velhas idades ao paleolítico, neolítico e proto-história. Os romanos, mais tarde, aproveitaram essas vias e evoluíram-nas. É possivelmente, ao longo desses caminhos que teremos que procurar albergarias, anta, castelos, castros, paróquias do reino suevo, vilas, paços mamoas, etc. neste caso particular temos a Mamoa da Barrosa em Serzedo, monumento da época pré-histórica, que se supõe ser culto sepulcro.

Nos dias de hoje, Serzedo tem uma Igreja Milenar como Igreja Matriz mas até à sua construção e desde 922, altura em que foi fundado, Serzedo pertenceu ao Mosteiro de Grijó.

Os símbolos heráldicos da freguesia (brasão de armas, bandeira e selo branco), são da autoria do GEPHA Gabinete de Estudos e Projetos de Heráldica Administrativa, de Luís Moreira.

Ícone de esboço Este artigo sobre Freguesias, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.