Sete tribos eslavas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sete tribos eslavas (em búlgaro: Седем славянски племена - Sedem slavyanski plemena) é o nome da união de tribos da planície do Danúbio criada em meados do século VII e que participou da formação do Primeiro Império Búlgaro juntamente com os búlgaros e - possivelmente - os severianos em 680-681[1] .

História[editar | editar código-fonte]

No final do século VII, as sete tribos eslavas se movimentaram para o ocidente e receberam a missão de defender as fronteiras oeste e noroeste do recém-fundado Império Búlgaro (a região que ia do rio Iskar subindo até sua foz no Danúbio) contra os raides Caganato Ávaro e também alguns dos passos da cordilheira dos Balcãs, enquanto que os severianos, cuja participação na união é obscura, estavam encarregados de guardar a cordilheira mais a leste[2] .

As sete tribos eslasvas, juntamente com outras tribos eslavas do Império Búlgaro gradualmente se misturaram e formaram a etnia búlgara no século IX, principalmente depois da cristianização da Bulgária no reinado de Bóris I, cujas reformas privaram as diversas tribos de sua autonomia e auto-governo prévios.

Referências