Seth Emanuel Couto de Mello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dr. Seth Emanuel Couto de Mello. Fotografia oficial da formatura em Medicina, na Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil, em 1938.

Seth Emanuel Couto de Mello (Parnaíba, Piauí, 18 de novembro de 1912 - Salvador, Bahia, 20 de outubro de 1973), filho de José Mentor Guilherme de Mello e Angélica de Lima Couto Mello[1] [2] , maranhenses de Brejo (dos Anapurus), foi um médico que fez carreira no Exército Brasileiro, chegando ao posto de tenente-coronel médico.

Do Ginásio Parnaibano para a Faculdade de Medicina, no Rio de Janeiro (DF)[editar | editar código-fonte]

Tornar-se médico era um sonho que ele prometera a si realizar aos sete anos de idade, ao ganhar um copo de prata de seu padrinho médico Mirócles Campos Veras[3] , futuro fundador do Ginásio Parnaibano (1927) e prefeito de Parnaíba (1934-1936 e 1937-1945).

Tendo se graduado na primeira turma de concludentes do Ginásio Parnaibano[4] , em 1932, e tão somente com o preparo nele obtido, e com poucos recursos, viajou de navio para o Rio de Janeiro, então Distrito Federal, decidido a fazer o curso de Medicina.

Durante os dias da viagem, aproveitou para estudar um pouco mais nos livros que levou, preparando-se para o difícil vestibular que enfrentaria para a Faculdade de Medicina da Universidade do Rio de Janeiro, inclusive com prova oral pública.

A passagem de navio foi paga por seu irmão mais velho, Aldy Mentor Couto de Mello[5] , que tentou demovê-lo do ideal da Medicina, influenciando-o a buscar a graduação em Ciências Jurídicas e Sociais, dadas as dificuldades políticas, econômicas e sociais da época.

Lá chegando, convencido do seu objetivo, assistiu as arguições orais aos candidatos concorrentes que lhe antecederam, seguindo a regra vigente, na ordem sorteada, o que, de certa forma, lhe ajudou a se preparar melhor para sua avaliação. Conseguiu, assim, vencer os primeiros obstáculos e obter sua aprovação para o tão sonhado curso, que começou a frequentar em 1933.

Em 1937, ano em que foi fundado o Estado Novo, e no qual se graduaria médico Lutero Vargas, seu contemporâneo, da turma um ano mais antiga na faculdade, e filho do presidente da república, a universidade sofreu uma importante reestruturação, passando a se chamar de Universidade do Brasil[6] [7] [8] , e a faculdade, de Faculdade Nacional de Medicina[9] .

No ano seguinte, na turma de 1938, graduou-se, obtendo o seu diploma em Medicina.

O retorno ao Nordeste, o estágio no 24o. Batalhão de Caçadores e o casamento[editar | editar código-fonte]

Em 1939, regressou para sua região de origem familiar, o nordeste, em solidariedade à causa de seu irmão Aldy Mentor, que havia sido preso por motivos políticos em São Luís, no Maranhão. Lá, se estabeleceu, fazendo inspeções médicas para a companhia de seguros "Eqüitativa Seguradora dos Estados Unidos do Brasil"[10] [11] , na qual foi colega e se tornou amigo do contador Antônio de Pádua do Valle Guimarães, cuja irmã Maria de Lourdes viria a conhecer mais tarde e com ela se casar.

Enquanto isso, tendo em vista a perspectiva de guerra, com o rompimento de relações diplomáticas do Brasil com a Alemanha, a Itália e o Japão, em 28 de janeiro de 1942[12] [13] , e o torpedeamento de vários navios mercantes brasileiros nos meses seguintes[14] , requereu estágio à 7ª Região Militar, para sua inclusão no Corpo de Oficiais de 2ª Classe da Reserva de 1ª Linha.

Por deferimento do general comandante da 7ª Região Militar, a 03 de agosto do mesmo ano, foi-lhe concedido estágio como aspirante-a-oficial médico no 24o. Batalhão de Caçadores[15] [16] do Exército, em São Luís, para efeito de nomeação ao posto de 2o. tenente de 2a. classe da reserva de 1a. linha, poucos dias antes da declaração de estado de guerra pelo governo brasileiro, ocorrida a 22 de agosto[12] [13] [14] .

A 07 de janeiro de 1944, foi promovido a 2o. tenente por decreto presidencial, conforme publicado à página 8, seção 1, do Diário Oficial da União de 10 de janeiro de 1944[17] .

Em 12 de janeiro de 1944, Seth Emanuel Couto de Mello casou-se com Maria de Lourdes do Valle Guimarães, filha de Joaquim Augusto do Valle Guimarães[18] [19] e de Míriam Soares do Valle Guimarães, que passou a se chamar Maria de Lourdes Guimarães Couto de Mello. No mesmo ano, seguiu para Fortaleza, no Ceará, indo ao encontro do irmão Aldy Mentor, que já se transferira para lá, após libertar-se dos seus opositores políticos.

2o. tenente médico R/2 convocado no estado de guerra e a Escola de Saúde do Exército[editar | editar código-fonte]

A 10 de agosto de 1944, foi convocado como segundo-tenente médico da reserva de 2a. classe para o Serviço de Saúde do Exército no Estabelecimento de Subsistência da 10ª Região Militar, ocasião em que atendeu militares norte-americanos feridos no teatro de guerra do norte da África que retornavam em aviões para os EUA, fazendo escala na então recém criada Base Aérea de Fortaleza[20] .

Após o final da Segunda Guerra Mundial, em 28 de setembro de 1945, foi promovido ao posto de 1o. tenente médico R/2, sendo classificado na 10a. Companhia de Transmissões da 10ª Região Militar[21] , Guarnição de Fortaleza, e designado a integrar a Junta Médica de Saúde Regional (J.M.S.R).

Em 21 de setembro de 1946, foi incluído na 2a. turma de 1946 do "Curso Especial de Formação de Oficiais Médicos" da Escola de Saúde do Exército[22] [23] [24] , concluído em 06 de janeiro de 1947, sendo classificado no "1º GACav75", na cidade de São Borja, no Rio Grande do Sul. Esta seria uma interessante oportunidade de vir a conhecer de perto as raízes do recém deposto presidente Getúlio Vargas, por quem guardava uma certa admiração, desde quando ainda era aluno do Ginásio Parnaibano e, também, como aluno da Universidade do Brasil, pois observara os benefícios de muitas de suas realizações inovadoras no Estado brasileiro, especialmente na área da Educação.

O 1º Grupo de Artilharia a Cavalo 75 mm (1º GACav75), em São Borja (RS)[editar | editar código-fonte]

Chegando a São Borja, apresentou-se, em 05 de abril de 1947, no "1º Grupo de Artilharia a Cavalo 75 mm (1º GACav75)"[25] , da 1ª Divisão de Cavalaria, da 3ª Região Militar, no qual, segundo ele costumava relembrar, recebeu para seu uso o cavalo jocosamente batizado de "Esparadrapo", destinado aos médicos que lá serviam, pois era rejeitado pelos demais oficiais da cavalaria como o de pior montaria. Os médicos, diferentemente dos oficiais combatentes, não precisavam de cavalos de alta performance.

Naquela cidade, nasceram as três primeiras filhas do casal: Maria Célia Couto de Mello, médica psiquiatra[26] [27] , Maria Elizabeth, bacharel em economia, e Maria de Lourdes, bacharel em administração de empresas.

Tendo se integrado à vida da cidade, atendendo como médico não apenas os militares, nos quartéis, mas também os cidadãos samborjenses, nas casas destes ou em sua própria casa, tornou-se conhecido entre eles como "o taumaturgo" (do gr. "thaumatourgós", «id.», aquele que opera milagres[28] ), em virtude de ter conseguido tratar e recuperar a saúde de alguns pacientes já considerados em estado terminal por outros colegas médicos da região, conforme depoimento manuscrito do pároco local, o padre francês "Petit-Jean", registrado em um livro de memórias da família, organizado sob o título de "Livro de Ouro" pela mãe do Dr. Seth, Da. Angélica de Lima Couto Mello, quando esta lá esteve em visita, em 1950.

Em 09 de maio de 1951, foi promovido ao posto de capitão médico e, em 23 de julho, foi transferido, por necessidade do serviço, do 1o. GACav75 para o Hospital Central do Exército[29] [30] [31] , no Rio de Janeiro, porém, permanecendo em São Borja até o dia 05 de dezembro, a serviço do 2o. Regimento de Cavalaria[32] , em virtude do médico efetivo desse regimento ter-se acidentado.

Palácio do Catete - o capitão-médico atende o presidente Getúlio Vargas no leito de morte[editar | editar código-fonte]

No início de janeiro de 1952, passou a servir no Hospital Central do Exército, porém, logo sendo transferido, no mês de março, para o Batalhão Escola de Engenharia (B.E.E.)[33] [34] [35] [36] , Guarnição da Vila Militar, no bairro Santa Cruz, também no Rio de Janeiro (DF), onde exerceu as funções de Chefe de Formação Sanitária, até o final do mesmo ano.

Em despacho de 29 de outubro, publicado no D.O.U. de 04 de novembro de 1952, passou à disposição da Secretaria-Geral do Conselho de Segurança Nacional, Guarnição da Capital Federal, em função de confiança do presidente Getúlio Vargas no Serviço Médico da Presidência da República, no Palácio do Catete.[37]

Servindo como médico militar naquele palácio, o Dr. Seth Emanuel Couto de Mello veio a presenciar os difíceis momentos e o trágico desfecho do governo de Getúlio Vargas, em 24 de agosto de 1954, ocasião em que atendeu o presidente em seu leito de morte, juntamente com o médico particular deste[38] .

A 27 de agosto de 1954, foi dispensado, a pedido, das funções que exercia no Serviço Médico da Presidência da República, sendo classificado, a 12 de novembro, na Escola de Motomecanização[39] , em Marechal Deodoro (DF).

Nesse período, nasceram mais duas filhas: Maria Ignêz, bacharel em contabilidade e Maria Alice, com licenciatura em biologia.

Em 01 de Junho de 1955, foi público a sua transferência, por necessidade de serviço, para o 17º Regimento de Infantaria[40] [41] [42] , em Cruz Alta (RS).

O 17º RI e o Hospital de Guarnição de Cruz Alta - retorno ao Rio Grande do Sul[editar | editar código-fonte]

Retornou com a família ao Rio Grande do Sul, apresentando-se no 17º RI, em Cruz Alta, a 14 de outubro de 1955.

Como frequentemente ocorria nas unidades militares em que serviu, consta em suas "Folhas de Alterações" que, "em 25 de janeiro de 1956, foi elogiado pelo Sr Ten Cel ALCIDES CARNEIRO DE CASTRO E SILVA, ao deixar o Comando do RI, nos seguintes têrmos: "CAP MÉDICO SETH EMANUEL COUTO MELO: Chefe do Serviço de Saúde do Regimento. Após haver o Regimento passado perto de três meses sem médico, aguardava-se em expectativa e ansiedade pela chegada do Dr SETH, oficial desconhecido até então deste Comando, tinha mesmo receio em ver apresentar-se um oficial do Serviço de Saúde conhecedor profundo de regulamentos e administração e pouco de médico. Felizmente porém, o Dr SETH a par de sua dedicação e bom administrador é perfeito conhecedor de sua profissão e nisto me louvo para dizer pelo decréscimo imediato do número de doentes, da debelação quasi imediata do curso de parotidite que grassava no Regimento, ótimo instrutor do curso de Saúde e Padioleiros. Estas qualidades, além das por mim pessoalmente observadas foram corroboradas pelos demais médicos civis e militares que com êle já por várias vêzes tiveram contato ao atender soldados quer clínica, quer cirurgicamente. Ao Dr SETH os meus agradecimentos, fazendo votos para que continue como bom oficial de Serviço de Saúde e competente profissional. (Individual)."

Em 15 de junho, foi público ter-lhe sido concedida Medalha Militar de Bronze, com passadeira de Bronze, por contar mais de dez anos de serviço nas condições exigidas, em 9 de agosto de 1954, por Decreto Presidencial de 28 de maio de 1956.

Por necessidade do serviço, foi transferido, a 16 de março de 1957, para o Hospital de Guarnição de Cruz Alta - HGUCA[43] [44] , assumindo o cargo de Diretor e, cumulativamente, as funções de Chefe dos Gabinetes de Radiologia, Fisioterapia e do Arsenal Cirúrgico, e Chefe das 1a. e 2a. Enfermarias, tendo-as exercido até 29 de março de 1958, quando as passou ao tenente-coronel médico Dr. York Ferreira Jorge.

Durante o período em que serviu nessa cidade, mais dois filhos somaram-se à família: Seth Emanuel Filho, engenheiro em eletrônica[45] , e Maria Stella, médica oftalmologista.

A Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, no Rio de Janeiro (GB)[editar | editar código-fonte]

Mais uma vez, retorna ao Rio de Janeiro, no início de 1960, agora, Estado da Guanabara, para cursar a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) do Exército[46] .

Nesse período, nasceu o filho José Augusto Mentor, engenheiro mecânico[47] .

Retorno às origens nordestinas e o Hospital Geral de Fortaleza (CE)[editar | editar código-fonte]

Ao final do curso, voltou às origens nordestinas, transferindo-se com a família para Fortaleza, onde permaneceu, do final de 1960 a meados de 1962, servindo no Hospital Geral de Fortaleza (HGeF)[48] [49] .

No curto período em que permaneceu na capital do Ceará, pode se reaproximar e ter uma nova convivência com seu irmão mais velho Aldy Mentor.

O Hospital Geral de Recife e a chefia do Serviço de Saúde da 7ªRM/4°Ex[editar | editar código-fonte]

Transfere-se mais uma vez com a família, em 1962, para servir no Hospital Geral de Recife (HGeR)[50] [51] , em Pernambuco, morando, durante um ano, na vizinha cidade de Olinda, em um sobrado no Alto da Sé[52] .

Em Olinda, nasceu o filho caçula Luiz Guilherme, músico autodidata de violão e piano, além de estudioso da engenharia naval, da engenharia mecânica, da teoria musical, de composição e regência, e de educação física, que faleceu em 1992.

Entre 1963 e 1966, no posto de major, chefiou o Serviço de Saúde[53] da Sétima Região Militar[54] do Quarto Exército[55] , tendo a família morado na vila militar da Rua do Progresso[56] , no bairro da Boa Vista, em Recife.

Escapando por sorte do Atentado Terrorista de Guararapes[editar | editar código-fonte]

Em 25 de julho de 1966, fazendo parte de uma comitiva designada para receber no Aeroporto Internacional dos Guararapes o então Ministro da Guerra Artur da Costa e Silva, que estava em campanha para a presidência da República, o Dr. Seth por muito pouco escapou de ser ferido gravemente pela explosão do Atentado Terrorista de Guararapes, graças à casual proteção que lhe deu uma das colunas estruturais daquele aeroporto, embora tenha sofrido luxações e escoriações. Nesse episódio, morreram um jornalista e um almirante, um guarda civil feriu-se no rosto e nas pernas (sua perna direita foi posteriormente amputada), um tenente-coronel do Exército sofreu fratura exposta do ombro esquerdo e amputação traumática de quatro dedos da mão esquerda, outras treze pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança de apenas seis anos, e várias outras sofreram pequenas luxações e escoriações.

A aposentadoria e a última mudança, para Salvador (BA)[editar | editar código-fonte]

Decreto presidencial de 4 de janeiro de 1967 promoveu o Dr. Seth Emanuel Couto de Mello ao posto de tenente-coronel, passando-o simultaneamente para a reserva de 1a. classe no mesmo posto[57] .

Devido à aposentadoria, transferiu-se com a família, pela última vez, em 26 de fevereiro de 1967, para Salvador, na Bahia, para agregar-se a um núcleo familiar do qual faziam parte as suas duas irmãs mais velhas, Irene Couto de Mello[58] e Onesy Couto de Mello[59] , sua tia materna Joana Angélica de Lima Couto dos Reis[60] (mais conhecida como Da. Noquinha), alguns primos, e respectivas famílias[1] .

Em Salvador, veio a falecer em 1973, em sua residência, no bairro da Pituba.

Referências

  1. a b Árvore genealógica da família de José Mentor Guilherme de Mello. Portal "My Heritage". (acessado em 26/08/2010)
  2. Angélica de Lima Couto, posteriormente, Angélica de Lima Couto Mello, é filha de Francisco José da Silva Couto e de Joana Angélica de Araújo Lima Couto
  3. Sociedade de Proteção a Maternidade e a Infância de Parnaíba - SPMIP 70 anos. (citando "...seu fundador o Dr. Mirocles Campos Veras...") Blog do Pessoa - o blogspot de maior acesso no Piauí. (acessado em 29/08/2011)
  4. Concludentes da primeira turma do Ginásio e da Escola Normal de Parnaíba, em 1932.
  5. O Instituto Aldy Mentor homenageia seu patrono (Aldy Mentor Couto de Mello). Portal do Instituto Aldy Mentor. (acessado em 27/07/2010)
  6. A UFRJ ("Universidade do Brasil") - História. Portal da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). (acessado em 29/07/2010)
  7. Maria de Lourdes de Albuquerque Fávero. "A Universidade do Brasil. Um itinerário marcado de lutas.". Faculdade de Educação, UFRJ. Publicado no Portal da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). (acessado em 23/08/2010)
  8. Antonio José Barbosa de Oliveira, "Uma breve história da UFRJ". Portal da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). (acessado em 23/08/2010)(acessado em 23/08/2010)
  9. História - Faculdade de Medicina da UFRJ. Portal da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (antiga Universidade do Brasil). (acessado em 29/08/2011)
  10. Biografia de "Francisco Antônio Pitella" (citando a seguradora "Eqüitativa Seguradora dos Estados Unidos do Brasil"). Personalidades da história do seguro no Paraná. Portal do Sindicato das Empresas de Seguros Privados, de Resseguros, de Previdência Complementar e de Capitalização nos Estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul.(acessado em 29/11/2010)
  11. Propaganda da seguradora "A Equitativa dos Estados Unidos do Brazil - Sociedade de Seguros Mútuos sobre a Vida". Revista "Fon-Fon", Rio de Janeiro, 1907. Digitalizada pela Fundação Biblioteca Nacional. Publicada no portal Almanaque Virtual.(acessada em 29/11/2010)
  12. a b Cronologia do Brasil durante a Segunda Guerra Mundial - 1942. Wikipédia. (acesso em 12/08/2012)
  13. a b Brasil na Segunda Guerra Mundial. Wikipédia. (acesso em 12/08/2012)
  14. a b Fatos Marcantes da Segunda Guerra Mundial e da Força Expedicionária Brasileira. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 04/12/2010)
  15. Portal do 24o. Batalhão de Caçadores, em São Luís - MA. Exército Brasileiro. (acessado em 29/07/2010)
  16. Imagem do 24o. Batalhão de Caçadores do Exército Brasileiro, em São Luís - MA. Google Maps. (acessado em 01/08/2010)
  17. Decreto presidencial de 07 de janeiro de 1944. Promoção a 2o. tenente médico da reserva de 2a. classe do Dr. "Seth Emanuel Couto Melo" (procurar na página com CTRL+F). Diário Oficial da União de 10 de janeiro de 1944, página 8, seção 1. Recuperado do original e publicado no portal Jus Brasil. (acesso em 02/08/2010)
  18. Citação a Joaquim Augusto (do) Valle Guimarães como vereador eleito no município de Codó, Maranhão, em 1918, no artigo: Escritor João Batista Machado homenageia dona Cimódice Ferreira por seus 100 anos de vida. Blog do Acélio, 22 de julho de 2012. (acessado em 08/04/2013)]
  19. Citação a Joaquim Augusto (do) Valle Guimarães em "Notas commerciaes": Os srs. Emilio Lisbôa & C., deram procuração geral aos seus auxiliares srs. José Candido de Araujo Costa e Joaquim Valle Guimarães. Diario de S. Luiz. Anno III, Num 214. Maranhão, Terça-feira, 12 de setembro de 1922. Homeroteca Digital Brasileira. Portal da Fundação Biblioteca Nacional. (acessado em 08/04/2013)
  20. Imagem da Base Aérea e Aeroporto de Fortaleza. Google Maps. (acessada em 01/08/2010)
  21. Publicação de Portaria do Gabinete do Ministro da Guerra, de 6 de outubro de 1945, classificando o 1. Tenente R-2 Médico, Seth Emanuel Couto Melo, na 10a. Cia. Ind. de Transmissões - 10a. R.M. - Fortaleza. Pg. 23. Seção 1. Diário Oficial da União (DOU) de 24/10/1945. (buscar na página por "Seth Emanuel Couto Melo" usando CTRL+F) Digitalização publicada pelo Portal Jus Brasil. (acessado em 31/08/2011)
  22. Escola de Saúde do Exército - EsSEx. Local onde ficou instalada entre 1942 e 1976: "Em 1942, ocupou as dependências da então Policlínica Central, atual Policlínica Militar do Rio de Janeiro, situada na Rua Moncorvo Filho Nº 20. Em 02 de agosto de 1976, foi transferida para as suas atuais dependências em Benfica." (cf. "Histórico". In: Portal da EsSEx). Imagem do Google Maps'. (acessada em 04/12/2010)
  23. Escola de Saúde do Exército - EsSEx. Instalações atuais, desde 1976, em Benfica (cf. "Histórico - Escola de Saúde do Exército". In: Portal da EsSEx). Imagem do Google Maps'. (acessada em 04/12/2010)
  24. "Histórico - Escola de Saúde do Exército" Portal da EsSEx - Escola de Saúde do Exército. (acessado em 04/12/2010)]
  25. Histórico do "26º Grupo de Artilharia de Campanha - Visconde de Guarapuava". Portal do 26º Grupo de Artilharia de Campanha. Exército Brasileiro. (acesso em 23/04/2011) (acesso em cache em 15/05/2011)
  26. Maria Célia Couto Mello. "Estímulo no ponto certo". Especial "Bebês". Revista Veja. 1998. (acessado em 18/09/2010)
  27. Beatriz Scoz. "Rumos da Educação no próximo milênio" (citando a psiquiatra brasileira Maria Célia Couto Mello). Portal Psicopedagogia on-line - Educação e Saúde. Janeiro/2000. (acessado em 18/09/2010)
  28. Verbete "taumaturgo" na Infopédia. Enciclopédia e Dicionários Porto Editora, (acessado em 29/07/2010)
  29. Hospital Central do Exército. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 29/08/2011)
  30. Hospital Central do Exército (HCE). Portal do Exército Brasileiro. (acesso em 31/08/2011)
  31. Hospital Central do Exército. Rio de Janeiro/RJ. Imagem do Google Maps. (acesso em 31/08/2011)
  32. 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 29/08/2011)
  33. Batalhão Escola de Engenharia (BEsEng). Portal do Exército Brasileiro. (acesso em 31/08/2011)
  34. Engenharia Militar do Brasil Império. Batalhão Escola de Engenharia. Portal do Departamento de Engenharia e Construção. Departamento Real Corpo de Engenheiros. Exército Brasileiro. (acesso em 31/08/2011)
  35. Batalhão-Escola de Engenharia. Comando do Exército. Imagem do Google Maps. (acesso em 31/08/2011)
  36. Batalhão-Escola de Engenharia Villagran Cabrita - Santa Cruz. Portal Flickr do Yahoo. (acesso em 31/08/2011)
  37. Ministério da Guerra. Despachos: Dia 29 de outubro. O Sr. Ministro passa à disposição da Secretaria Geral do Conselho de Segurança Nacional, de ordem do Excelentíssimo Sr. Presidente da República, o Capitão da Arma de Cavalaria Ivan Mota Dorneles e o Capitão Médico Seth Emanuel Couto Melo. Pg. 13. Seção 1. Diário Oficial da União DOU de 04/11/1952. Cópia publicada no Portal Jus Brasil. (acessado em 16/11/2013)
  38. Getúlio Vargas: A última reunião ministerial, o suicídio e a carta-testamento. Wikipédia (acessado em 20/07/2011)
  39. Escola de Sargentos de Logística - ESSLOG (antiga Escola de Motomecanização). Portal do Exército Brasileiro. (acesso em 25/09/2011)
  40. "Quartéis cobertos de neve no RS" (citando o 17º Regimento de Infantaria - 17º RI, atual Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas - EASA, de Cruz Alta - RS). In: Blog "Montedo.com". (acesso em 25/09/2011)
  41. "Grande nevasca de 1965 - Nossa velha-nova Cruz Alta - Parte 29" (citando o 17º Regimento de Infantaria - 17º RI, atual Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas - EASA, de Cruz Alta - RS). In: Projeto Nossa velha-nova Cruz Alta - A história de Cruz Alta em imagens. (apresentação em PowerPoint acessada em 25/09/2011)
  42. "A ida ao quartel." (mencionando o 17º Regimento de Infantaria de Cruz Alta - RS) In: Blog "Histórias do Vale do Caí". (acesso em 25/09/2011)
  43. Hospital de Guarnição de Cruz Alta - HGUCA. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 03/12/2010)
  44. Imagem do Hospital de Guarnição de Cruz Alta - HGUCA. Google Maps. (acessada em 01/08/2010)
  45. CV de Seth Emanuel Couto Melo Filho. Portal da Associação dos Engenheiros do ITA (AEITA). (acessado em 01/08/2010)
  46. Imagem de satélite da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) do Exército. (acessada em 07/08/2010)
  47. Alunos que passaram pela Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia. (consultar por: JOSÉ AUGUSTO MENTOR COUTO MELO -> resultado: JOSÉ AUGUSTO MENTOR COUTO MELO - ENGENHARIA MECÂNICA - SEGUNDO SEMESTRE DE 1983) Portal da Escola Politécnica da UFBA. (acessado em 16/10/2011)
  48. Hospital Geral de Fortaleza. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 29/07/2010)
  49. Imagem de satélite do Hospital Geral de Fortaleza, (CE). Google Maps. (acessada em 01/08/2010)
  50. Hospital Geral de Recife (atualmente, Hospital Militar de Área de Recife). Organizações Militares de Pernambuco. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 03/12/2010)
  51. Imagem de satélite do Hospital Geral de Recife, (PE). Google Maps. (acessada em 01/08/2010)
  52. Imagem de satélite da Igreja da Sé, na "Rua Bispo Coutinho", Alto da Sé, Olinda, Pernambuco. Google Maps. (acessada em 30/07/2010)
  53. O Serviço de Saúde. Portal do Exército Brasileiro. (acessado em 03/12/2010)
  54. Portal do Comando da 7ª Região Militar e 7ª Divisão de Exército. (acessado em 07/08/2010)
  55. Portal do Comando Militar do Nordeste. Exército Brasileiro. (acessado em 07/08/2010)
  56. Imagem de satélite da vila militar da "Rua do Progresso", bairro de Boa Vista, em Recife (PE). Google Maps. (acessada em 29/07/2010)
  57. Re-publicação corretiva do decreto presidencial de 4 de janeiro de 1967 que promoveu o Dr. Seth Emanuel Couto de Mello ao posto de tenente-coronel e o transferiu para a reserva de 1a. classe no mesmo posto. Pg. 5. Seção 1. Diário Oficial da União (DOU) de 08/03/1967. (buscar na página por "Seth Emanuel Couto Melo" usando CTRL+F ) Digitalização publicada pelo Portal Jus Brasil. (acessado em 31/08/2011)
  58. Irene Couto de Mello é mãe do cantor e compositor João Só.
  59. Família de José Mentor Guilherme de Mello. Wikipédia. (acessada em 19/12/2010)
  60. Joana Angélica de Lima Couto dos Reis era irmã de Angélica de Lima Couto Mello, ambas, filhas do casal Francisco José da Silva Couto e Joana Angélica de Araújo Lima Couto. A primeira era mãe do arquiteto Assis Reis e a segunda, mãe do médico Seth Emanuel Couto de Mello, sendo estes, portanto, primos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]