Sexo virtual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Fevereiro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O sexo virtual ou cibersexo nada mais é do que uma forma de masturbação em grupo. O sexo virtual é comum em canais de IRC e outras salas de bate-papo. O foco do desejo fica centrado na virtualidade do prazer sexual, contribuindo para um isolamento sócio-afectivo. O sexo virtual é uma maneira bastante nova de se interagir sexualmente. Tão nova que ainda carece mais teoria e conhecimento acerca dela.[1]

Tipos de práticas[editar | editar código-fonte]

Existem basicamente quatro maneiras de transcrever um sexo virtual pela internet:

  • Criando uma história, ou uma fantasia. As duas ou mais pessoas, contribuem para criação de um cenário onde ocorre o sexo virtual, este cenário existe apenas nas suas mentes. Geralmente uma pessoa escolhe aquela fantasia que lhe proporciona mais prazer. Isso aproxima muito a masturbação simples do sexo virtual, quase que botando a outra pessoa apenas na posição de narrador.
  • Descrevendo fatos ou acontecimentos vivenciados. É muito comum a idéia de voyerismo, em que se tem acesso a informações intimas de outra pessoa. A descrição de um fato, seja primeira relação sexual ou uma experiência diferenciada, é muito próxima da fantasia.
  • Finalmente, através da masturbação on-line ou descrição da situação presente. Esta seria a forma mais interativa do sexo virtual, pois duas ou mais pessoas praticam a masturbação por meio da observação direta (webcam) e/ou através de meios auditivos (microfone e fones de ouvido ou embutidos no próprio ordenador). Os adeptos deste tipo de prática, vão sugerindo ou solicitando o que gostariam de ver ou ouvir do(s) parceiro (s), de forma que satisfaçam seus desejos sexuais mais íntimos. Assim, videos pornográficos de softcore, como os de Jerk off instructions ou Masturbation instructions, são também uma forma de sexo virtual. Neles o espectador é encuragado por mulheres e homens da indústria pornográfica a masturbar-se, enquanto assiste ao vídeo.
  • O sexo virtual com o uso da webcam deu origem a um novo tipo de trabalho - o sexo virtual pago, sendo este uma versão moderna da prostituição.

Anonimato[editar | editar código-fonte]

As pessoas que praticam sexo virtual comumente escondem a sua identidade verdadeira, o que lhe permite, de modo explícito, dar vazão aos seus desejos e fantasias sexuais.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Amaral Denardi, Daniel do. Sexualidade para leigos: Tudo que você queria saber sobre sexo, mas levava um peteleco toda vez que perguntava. Daniel do Amaral Denardi, 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre sexo ou sexualidade é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.