Shake the Disease

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Shake the Disease"
Capa do LP.
Single de Depeche Mode
do álbum The Singles 81-85
Lado B "Flexible"
Lançamento 29 de Abril de 1985
Formato(s) Vinil (7" e 12"), CD Single (1991 box set)
Gravação 1985
Gênero(s) Synthpop, Dark Wave
Duração 7" - 4:48
12" - 8:46
Gravadora(s) Mute Records
Composição Martin Gore
Produção Depeche Mode, Daniel Miller e Gareth Jones
Informações sobre o vídeo musical
Diretor(es) Peter Care
Cronologia de singles de Depeche Mode
Último
Último
"Blasphemous Rumours/Somebody"
(1984)
"It's Called a Heart"
(1985)
Próximo
Próximo
Capa do CD Single

"Shake the Disease" é o décimo terceiro single da banda Depeche Mode. A música foi lançada em 29 de abril de 1985 e não está presente em nenhum álbum de estúdio, porém foi inclusa na compilação The Singles 81-85 juntamente com "It's Called a Heart". A versão americana de The Singles 81-85, chamada Catching Up with Depeche Mode, também apresenta a música lado B de "Shake the Disease", intitulada "Flexible".

A canção era prevista para ser inclusa no então próximo álbum da banda Black Celebration, o qual foi lançado pouco menos de um ano depois, porém ela ficou pronta muito antes e a banda decidiu fazer uma compilação de singles para poder lançar a música antecipadamente.

O videoclipe da música foi o primeiro video do Depeche Mode a ser dirigido por Peter Care e apresenta um truque de câmera inovador que faz com que os membros da banda pareçam estar caindo.

A estação de rádio de rock moderno KROQ, de Los Angeles, nomeou "Shake the Disease" a música número um de 1985.

A frase "I've got things to do, and I've said before I know that you have too" é possivelmente uma referência à canção "Stories Of Old", do álbum do Depeche Mode, Some Great Reward de 1984, a qual contém a frase "I've got things to do/You have too/And I've got to be me, you've got to be you".

Faixas[editar | editar código-fonte]

7": Mute / 7Bong8 (GBR)

  1. "Shake the Disease" (4:48)
  2. "Flexible" (3:11)

7": Sire / 7-28835 (EUA)

  1. "Shake the Disease [Fade]" (3:59)
  2. "Flexible" (3:11)

12": Mute / 12Bong8 (GBR)

  1. "Shake the Disease [Remixed Extended Version]" (8:43) (feito por Flood)
  2. "Flexible [Remixed Extended Version]" (6:15) (feito por Flood)

12": Mute / L12Bong8 (GBR)

  1. "Shake the Disease [Edit the Shake]" (7:08)
  2. "Master and Servant [Live]" (5:38)
  3. "Flexible [Pre-Deportation Mix]" (4:40) (remixado por Bert Bevins)
  4. "Something to Do [Metal Mix]" (7:25) (remixado por Gareth Jones)
  • "Master and Servant" foi gravada no show de Basel, Suíça em 30 de Novembro de 1984.

CD: Mute / CDBong8 (GBR)

  1. "Shake the Disease" (4:48)
  2. "Flexible" (3:11)
  3. "Shake the Disease [Remixed Extended Version]" (8:43)
  4. "Flexible [Remixed Extended Version]" (6:15)
  5. "Shake the Disease [Edit the Shake]" (7:11)
  6. "Something to Do [Metal Mix]" (7:26)
  • O CD single foi lançado em 1991 como parte da caixa de compilações de singles.

CD: Intercord / INT 826.829 / CDL12Bong8 (Alemanha)

  1. "Shake the Disease [Edit the Shake]" – 7:08
  2. "Master and Servant [Live]" – 5:38
  3. "Flexible [Pre-Deportation Mix]" – 4:40 (remixado por Bert Bevins)
  4. "Something to Do [Metal Mix]" – 7:25 (remixado por Gareth Jones)

CD: Virgin / 30135 (França)

  1. "Shake the Disease [Edit the Shake]" – 7:08
  2. "Master and Servant [Live]" – 5:38
  3. "Flexible [Pre-Deportation Mix]" – 4:40 (remixado por Bert Bevins)
  4. "Something to Do [Metal Mix]" – 7:25 (remixado por Gareth Jones)
  5. "Shake the Disease [7" mix]" – 4:48
  • Os CDs singles alemão e francês foram lançados em 1985.

Todas as músicas foram escritas por Martin Gore.

Versões covers[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]