Shanghai World Financial Center

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shanghai World Financial Center
上海(秀仕)环球金融中心
SWFC Jul08.jpg
Shanghai World Financial Center em 12 de Fevereiro de 2008
República Popular da China Xangai, China
31° 14′ N 121° 30′ E
Status Completado
Inauguração Junho de 2008
Período de construção 1997 - 2008
Pedra fundamental 27 de Agosto de 1997
Uso Escritórios, hotel, museu, observatório, garagem
Altura
Telhado 492 metros
Características
Elevador 31
Área 377300 m²
Andares
Nível da rua
101
Subsolo
3
Custo approximadamente $1 bilhão USD
Construção
Arquiteto Kohn Pedersen Fox
Contratante China State Costruction Engineering Corp. and Shanghai Construction (Group) General Co.
Engenheiro Leslie E. Robertson em Associção com RLLP

O Shanghai World Financial Center (Chinês simplificado: 上海环球金融中心; Chinês tradicional: 上海環球金融中心; Pinyin: Shànghǎi huánqiú jīnróng zhōngxīn) é um gigantesco arranha-céu edificado na cidade de Xangai, na China. Atualmente, é o quarto mais alto edifício do planeta, bem como o maior já erguido no país — sendo superado somente pelo Burj Khalifa Tower, em Dubai, nos Emirados Árabes, pelo Abraj Al Bait Towers, em Meca, na Arábia Saudita e pelo Taipei 101, em Taipei, Taiwan.

É um arranha-céu multi-uso que abriga escritórios, hotéis, salões de conferência, terraço de observação e lojas no primeiro andar. O hotel Park Hyatt Shanghai, um dos mais luxuosos da China, tem 175 quartos e suites e está localizado no edifício. Concluído em 14 de setembro de 2007[1] , e inaugurado em 28 de agosto de 2008, o Shanghai World Finance Center é, atualmente, com 492 metros de altura e 101 andares, a segunda maior estrutura da China, atrás somente da Canton Tower, na cidade Guangzhou.

História[editar | editar código-fonte]

Desenhado por Kohn Pedersen Fox, o edifício de 101 andares foi planejado inicialmente para ser concluído em 1997 mas o trabalho foi temporariamente interrompido por causa da Crise financeira asiática e depois para se adaptar às mudanças no projeto. A construção da torre foi financiada por algumas companhias multinacionais, incluindo japonesas, chinesas e bancos de Hong Kong, assim como por investidores japoneses e investidores anônimos americanos e europeus. O banco de desenvolvimentos Americano Morgan Stanley está coordenando o investimento no Mori Building.

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

A abertura em construção no topo do edifício

A característica mais distintiva do desenho deste edifício é a abertura no topo. A abertura originalmente foi planejada para ser circular, como um portal lunar, mas o desenho começou a gerar protestos por parte dos chineses, incluído do prefeito de Xangai, os quais consideram o desenho muito similar ao sol nascente desenho da Bandeira do Japão. Pedersen sugeriu que uma ‘’ponte’’ fosse colocada no fundo da abertura, o que o tornaria menos circular.[2] Em 18 de Outubro de 2005, KPF propôs uma alternativa ao desenho do Mori Building em que uma abertura em forma de trapézio substituirá um círculo no topo da torre, que junto à mudança do controverso desenho também tornará mais fácil a conclusão do edifício de acordo com os arquitetos.[3] Um posto de observação no 100º andar também se tornou parte do desenho final.

Até o último andar do edifício tem 492 m (1,614 pés), e tem temporariamente o maior tecto do mundo. Antes da construção, a altura da torre foi planejada para ter 510m então o edifício pode deter temporariamente o título de maior edifício do mundo (até o topo) superando o Taipei 101, mas um limite para a altura foi imposto, permitindo que o telhado alcançasse no máximo 492m. O arquiteto William Pedersen e o desenvolvedor Minoru Mori resistiu às sugestões para adicionar uma espiral no topo a fim de superar o Taipei 101 e talvez do Freedom Tower. Mesmo assim, seu telhado é o maior do mundo, será o terceiro assim que a Burj Dubai e o Chicago Spire estejam terminados. O SWFC tem uma área de mais 377,300m², 31 elevadores e 33 escadas.

Construção[editar | editar código-fonte]

A pedra fundamental foi lançada em 27 de Agosto de 1997. No final dos anos 1990 a japonesa Mori Building Corporation teve os fundos bastante reduzidos devido a crise financeira asiática, que paralisou o projeto depois que as fundações haviam sido completadas. Em 13 de Fevereiro de 2003, o Mori Group aumentou a altura do edifício para 492 metros (1,645 pés) e 101 andares dos planos iniciais de 460 metros(1,509 pés) e 94 andares. O novo edifício terá a mesma fundação do desenho inicial. A construção do edifício foi definida em 16 de novembro de 2003.[4]

O edifício alcançou a altura total de 492 em 14 de Setembro de 2007 após a instalação da última viga de aço.[5]

Acidente[editar | editar código-fonte]

SWFC ocorreu um incêndio em 14 de Agosto de 2007. O fogo atingiu primeiro o 40º andar, por volta das16: 30 PM (horário local) e logo a fumaça podia ser vista claramente saindo do edifício. Às 17:45, o fogo foi controlado. O dano foi logo avaliado como insignificante e ninguém foi atingido durante esse acidente.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]