Sheldon Amos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sheldon Amos
Nascimento 1835
Morte 3 de janeiro de 1886 (51 anos)
Alexandria
Nacionalidade Flag of the United Kingdom.svg britânica
Ocupação jurista

Sheldon Amos (1835 – Alexandria, 3 de janeiro de 1886) foi um jurista inglês.

Amos era filho de Andrew Amos. Foi educado em Clare College, Cambridge. Formou-se advogado e foi membro do Middle Temple em 1862.[1] Foi convidado por Frederick Denison Maurice para ensinar no Working Men's College, com colegas graduados em Cambridge e os amigos Richard Chenevix Trench e John Robert Seeley.[2] Em 1869 foi nomeado para a cátedra de jurisprudência na University College London, e em 1872 tornou-se professor sob o conselho de educação jurídica e examinador em direito constitucional e história para a Universidade de Londres. Sua saúde debilitada levou-o a pedir demissão de todos os seus cargos, e realizar uma viagem pelos Mares do Sul.

Residiu por um tempo curto em Sydney, e, finalmente, estabeleceu-se no Egito, onde exerceu a profissão de advogado. Após o bombardeio de Alexandria, e a reorganização da magistratura egípcia, foi nomeado juiz do tribunal de recursos, mas sem qualquer experiência anterior de trabalho administrativo Amos considerou que o posto era muito desgastante para a sua frágil saúde.

Morte[editar | editar código-fonte]

Amos viajou para Inglaterra de licença no outono de 1885, e em seu retorno ao Egito, morreu de repente em Alexandria em 3 de janeiro de 1886.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Suas principais publicações são:

  • Systematic View of the Science of Jurisprudence (1872)
  • Lectures on International Law (1873)
  • Science of Law (1874)
  • Science of Politics (1883)
  • History and Principles of the Civil Law of Rome as Aid to the Study of Scientific and Comparative Jurisprudence (1883)

Família[editar | editar código-fonte]

Sua esposa, Sarah Maclardie Bunting, teve uma importante participação na política não-conformista do Partido Liberal e em movimentos ligados com os direitos das mulheres. Morreu no Cairo em 21 de janeiro de 1908.

Seu filho foi o juiz Maurice Amos.

Notas

  1. Venn, J. A.. "Amos, Sheldon". [S.l.]: Alumni Cantabrigienses (10 vols) (online ed.). Cambridge University Press., 1922–1958.
  2. J. F. C. Harrison ,A History of the Working Men's College (1854-1954), Routledge Kegan Paul, 1954

Referências

Wikisource  "Amos, Sheldon". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Ed. Chisholm, Hugh. Cambridge University Press.