Shen Kuo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shen Kuo (1031-1095)

Shen Kuo ou Shen Kua (chinês: 沈括, pinyin: Shěn Kuò) (1031 - 1095) foi um geólogo, astrónomo, embaixador, general militar, matemático, cartógrafo, engenheiro hidráulico, botânico, zoólogo, farmacólogo, escritor, e burocrata do governo da Dinastia Song (960-1279), na China.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Shen Kuo viveu em Qiantang, actual Hangzhou. Em 1063, aos 35 anos, Shen Kuo passou com êxito o Exame imperial para serviço do Governo. Foi como embaixador ao Império Tangut e esteve nas campanhas militares contra eles. Foi administrador principal da Oficina de astronomia e Chanceler da academia de Han-lin. Também foi aliado político e confidente do chanceler Wang Anshi e do imperador Shenzong (神宗 Shénzōng; 1067-1085).

Shen Kuo foi o primeiro a descrever a bússula magnética no livro Mengxi Bitan, um século antes de Alexander Neckham o fazer na Europa. Elaborou também una teoria geológica da geomorfologia observando os depósitos de barro, os fósseis de mar que se encontravam nas montanhas, e os fósseis petrificados subterrâneos de bambu encontrados numa região na qual não se desenvolve o bambu. Descreveu também os caracteres móveis de impressão de argila, inventados pelo artesão Bi Sheng nos anos 1041 a 1048. Melhorou as invenções da esfera armilar, do gnómon, e do relógio de clepsidra. Descobriu o conceito astronómico do norte verdadeiro, e alegou que o sol e a lua eram esféricos, não planos, empregando a observação do eclipse solar e o eclipse lunar. Fez dois atlas, e criou uma carta geográfica tridimensional. Foi também o primeiro na China a descrever o dique seco para reparação de barcos. Reformou o calendário chinês com base em observações astronómicas precisas que realizou durante meses.

Shen Kuo viveu o final da sua vida em isolamento, na sua casa, que tinha um jardim que lhe servia para espairecer, perto de Zhenjiang, província de Jiangsu. O seu túmulo situa-se na zona de Yuhang de Hangzhou.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referencias[editar | editar código-fonte]

  • Bodde, Derk (1991). Chinese Thought, Society, and Science: The Intellectual and Social Background of Science and Technology in Pre-modern China. Honolulu: University of Hawaii Press. ISBN 978-0-8248-1334-5
  • Bowman, John S. (2000). Columbia Chronologies of Asian History and Culture. New York: Columbia University Press.
  • Chan, Alan Kam-leung and Gregory K. Clancey, Hui-Chieh Loy (2002). Historical Perspectives on East Asian Science, Technology and Medicine. Singapore: Singapore University Press ISBN 9971-69-259-7
  • Ebrey, Walthall, Palais, (2006). East Asia: A Cultural, Social, and Political History. Boston: Houghton Mifflin Company.
  • Embree, Ainslie T. and Carol Gluck (1997). Asia in Western and World History: A Guide for Teaching. New York: An East Gate Book, M. E. Sharpe Inc.
  • Hymes, Robert P. and Conrad Schirokauer (1993). Ordering the World: Approaches to State and Society in Sung Dynasty China. Berkeley: University of California Press.
  • Mohn, Peter (2003). Magnetism in the Solid State: An Introduction. New York: Springer-Verlag Inc. ISBN 3-540-43183-7
  • Needham, Joseph (1986). Science and Civilization in China: Volume 1, Introductory Orientations. Taipei: Caves Books, Ltd.
  • Needham, Joseph (1986). Science and Civilization in China: Volume 3, Mathematics and the Sciences of the Heavens and the Earth. Taipei: Caves Books, Ltd.
  • Needham, Joseph (1986). Science and Civilization in China: Volume 4, Physics and Physical Technology, Part 3: Civil Engineering and Nautics. Taipei: Caves Books, Ltd.
  • Needham, Joseph (1986). Science and Civilization in China: Volume 5, Chemistry and Chemical Technology, Part 1: Paper and Printing. Taipei: Caves Books, Ltd.
  • Ropp, Paul S. (1990). Heritage of China: Contemporary Perspectives on Chinese History. Berkeley: University of California Press. ISBN 978-0-520-06440-9
  • Sivin, Nathan (1995). Science in Ancient China. Brookfield, Vermont: VARIORUM, Ashgate Publishing.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]