Shogunato Kamakura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
鎌倉幕府
Kamakura Bakufu

Shogunato Kamakura
Ageha-cho.svg
1192 – 1333 Imperial Seal of Japan.svg

Brasão de Kamakura Bakufu

Brasão

Continente Ásia
Região Kamakura
País Japão
Capital Kamakura[nota 1]
35° 19' N 139° 33' E
Língua oficial Japonês
Religião Shinbutsu shūgō, outras
Governo Monarquia (de jure)
Ditadura militar feudal (de facto)
Imperador
 • 11831198 Go-Toba
Shōgun
 • 1192 - 1199 Minamoto no Yoritomo
História
 • 25 de abril de 1185 de 1192 Batalha de Dan no Ura
 • 9 de fevereiro de 1199 Regencia Hōjō
 • 18 de maio 1336 de 1333 Restauração Kemmu
Moeda Ryō

O shogunato Kamakura (鎌倉幕府, Kamakura bakufu?) foi o primeiro regime militar feudal japonês estabelecido pelo shōgun de 1185 (ou em 1192, quando foi formalmente reconhecido) até 1333.[1] O poder estava centralizado na cidade de Kamakura, capital do shogunato. Este período ficou conhecido como período Kamakura, com o nome da cidade onde os shoguns Minamoto viveram.[2] Desde 1203 o poder foi exercido pelo clã Hōjō, cujos membros eram os verdadeiros governantes. Este exerceu o cargo de Shikken.[3] Com efeito, o shikken passaria a governar em nome dos shoguns.[4]

Este foi o primeiro shogunato em vigor no Japão, o que causou efeitos importantíssimos, uma vez que foi estabelecido um governo militar que conduziu a ascensão da classe samurai, anteriormente considerada como subordinada e inferior à aristocracia tradicional.

História[editar | editar código-fonte]

Antes do estabelecimento do shogunato Kamakura, o poder civil no Japão era maioritariamente gerido pelos imperadores dominantes e seus regentes, normalmente entendidos pelas acções da corte imperial e pelos clãs aristocráticos que nela disputavam. Assuntos militares foram manipulados sob os auspícios do governo civil. No entanto, depois de derrotar o clã Taira na Guerra Genpei, Minamoto no Yoritomo limitou determinados poderes da aristocracia. Em 1192, Yoritomo e o clã Minamoto estabeleceram um governo militar em Kamakura.

Referências

  1. Nussbaum, Louis-Frédéric. (2005). "Kamakura-jidai" in Japan Encyclopedia, p. 459.
  2. Nussbaum, "Shogun" at pp. 878-879.
  3. Nussbaum, "Hōjō" at pp. 339-340.
  4. Nussbaum, "Shikken" at p. 857.
  1. A capital do Japão continuaria em Kioto, sede da Corte imperial, contudo a cidade de Kamakura constituía o verdadeiro centro de poder.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Reischauer, Edwin O. El Japón, Historia de una nación. Nueva York, 1970.
  • Whitney Hall, John. El Imperio japonés. Editorial Siglo XXI, México, 1973.
  • Mass, Jeffrey P. (1976). The Kamakura bakufu : a study in documents. Stanford: Stanford University Press.
  • Mass, Jeffrey P. (1974). Warrior government in early medieval Japan : a study of the Kamakura Bakufu, shugo and jitō. New Haven: Yale University Press.
  • Nussbaum, Louis-Frédéric and Käthe Roth. Japan encyclopedia. Cambridge: Harvard University Press, 2005. 10-ISBN 0-674-01753-6; 13-ISBN 978-0-674-01753-5; Japan encyclopedia
  • Ōyama Kyōhei. Kamakura bakufu 鎌倉幕府. Tokyo: Shōgakkan 小学館, 1974.
  • Yamamura, Kozo. The Cambridge History of Japan. Volume 3: Medieval Japan. Cambridge: Cambridge University Press, 1990. ISBN 0-521-22357-1

Ver também[editar | editar código-fonte]