Shulkhan Arukh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Shulchan Aruch (em hebraico: שולחן ערוך, literalmente "mesa posta"), também grafado como Shulkhan Arukh, é uma codificação ou catálogo escrito da halachá, a lei do judaísmo, composta pelo rabino Yosef Karo, no século XVI. É considerada pela imensa maioria dos judeus ortodoxos, juntametne com seus comentários, como a compilação halachá de mais autoridade depois do Talmude, com a exceção duma minoria, que continua a seguir a Mishné Torá.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O Shulchan Aruch (bem como seu antecessor, o Beit Yosef) segue a mesma estrutura do Arba'ah Turim, do rabino Jacob ben Asher. Tem quatro livros, subdivididos em capítulos e parágrafos.1 :

  1. Orach Chayim - leis sobre orações e sinagoga, shabat, feriados;
  2. Yoreh De'ah - leis sobre shechita, cashrut e a conversão ao judaísmo;
  3. Even Ha'ezer - leis sobre casamento, divórcio e assuntos relacionados;
  4. Choshen Mishpat - leis sobre finanças, responsabilidade financeira, danos (pessoais e financeiros), e as regras do Bet Din, bem como as leis sobre as testemunhas.
Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Shulchan Aruch