Shuttle Remote Manipulator System

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem do Canadarm durante a missão espacial STS-116.

Shuttle Remote Manipulator System (SRMS) ou Canadarm (Canadarm 1) é um braço robótico[1] que foi usado inicialmente em novembro de 1981 na segunda missão com um ônibus espacial da NASA, denominada STS-2.[2] O braço era capaz de movimentar cargas e de se locomover pela estação através de pontos de apoio montados na superfície dos módulos, servindo como uma ferramenta de construção e auxiliando em tarefas de atracação.[3] Apesar de, na Terra, não ser capaz de sustentar o próprio peso, no espaço, o braço podia mover mais de 250 quilos, realizando movimentos com acurácia.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Inovação Tecnológica. Astronautas instalam super observatório na Estação Espacial. 19 de maio de 2011 (acessada em 13 de novembro de 2012).
  2. Canadian Space Agency. Canadarm. 09 de agosto de 2012 (acessada em 13 de novembro de 2012).
  3. Folha de São Paulo. Naves de 20 anos continuam montagem da ISS. Ciência. 15 de abril de 2001 (acessada em 13 de novembro de 2012).
  4. NASA. Space Shuttle Canadarm Robotic Arm Marks 25 Years in Space. 09 de novembro de 2006 (acessada em 13 de novembro de 2012).
Ícone de esboço Este artigo sobre exploração espacial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.