Silencer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Silencer
Informação geral
Origem Estocolmo
País  Suécia
Gênero(s) DSBM
Black metal
Doom metal
Período em atividade 1995 - 2000
Gravadora(s) Prophecy Productions
Integrantes
Silencer
Leere

Silencer foi uma banda pioneira do estilo DSBM formada em 1995 em Estocolmo, Suécia, muito renomada no meio black metal pelo mistério envolvendo a banda, que nunca deu entrevistas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A banda surgiu em 1995, quando o guitarrista e baixista Andreas Casado, sob o pseudônimo de Leere ("vazio" em alemão) chamou para cantar em sua banda Mikael Nilsson, músico industrial de Markaryd, que adotou o pseudônimo Nattramn (nome de uma ave da mitologia nórdica que leva a alma de suicidas e bebês não-batizados). No final de 1998, lançaram com o baterista Tomas Mattsson a demo Death, Pierce Me, limitada em 40 edições, com uma única faixa de 11 minutos, que chegou aos ouvidos da gravadora alemã Prophecy Productions, que fechou com eles um contrato em 1999.

Em 2000, Silencer se une ao baterista Steve Wolz e grava o álbum Death - Pierce Me. Logo depois, o irmão de Nattramn publicaria uma carta onde revelava sua admiração pelo assassino em série sueco Thomas Quick, terminando a carta dizendo que queria matar jovens meninas como ele fizera. No mesmo ano, ele tentaria atacar uma garota de 6 anos com um machado em um parque de Vattentornsskogen, em Ljungby. Logo depois, tentou fugir de bicicleta, e, ao ser pego, pediu à polícia que o matasse. Nattramn foi logo internado em um hospital psiquiátrico em Växjo. Há rumores de que ele fugiu do hospital psiquiátrico, depois voltando.

Em 2001 foi lançado pela Prophecy o álbum que Silencer havia gravado, que foi muito aclamado pelo meio do black metal. O que chamou muita atenção da mídia em geral para a banda foi o fato que Nattramn havia mutilado as próprias mãos e o rosto com cortes profundos no meio das gravações para produzir gritos realistas, e a chocante foto que ele tiraria no meio das gravações, onde seu rosto está envolto em bandagens e suas mãos são escondidas por pés de porco que ele amarrou em seus pulsos, suas bandagens e seu corpo muito ensanguentados.

De 2005 a 2006, Andreas tocou guitarra em outra banda sueca pioneira do DSBM, Shining, saindo pouco antes da gravação do álbum mais renomado da banda, Halmstad.

Enquanto internado, foi sugerido a Nattramn que escrevesse para extravasar seus sentimentos e para desviar a atenção da terapia de reabilitação mental e dos cortes profundos em seu rosto em suas mãos. Como resultado, saiu em 2011 o livro Grishjärta ("coração de porco" em sueco). Em 2012, saiu o álbum de dark ambient Transformalin, de seu novo projeto Diagnose: Lebensgefahr.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Death, Pierce Me (1998)
  • Death - Pierce Me (2001)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Silencer na Encyclopaedia Metallum