Siloviki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2008)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Siloviki (силови́к; no plural: siloviks ou siloviki, силовики́, "força" ou durões" em russo), é o nome dado aos ex-agentes dos serviços secretos da União Soviética, como o NKVD, a KGB e o FSB. Também conhecidos como "tchequistas", nome derivado do primeiro serviço secreto soviético, a Tcheka. Foram muito influentes durante os anos de regime comunista na União Soviética e mantém cargos políticos até hoje.

O ex-presidente Vladimir Putin, ele próprio um ex-agente da KGB, colocou muitos de seus colegas em postos-chave do governo russo, como ministros e presidentes de estatais do setor energético. A maioria deles foi mantido em seus cargos pelo ex-presidente da Rússia Dmitri Medvedev.

Famosos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre espionagem é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.