Simancol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Simancol (às vezes também escrito semancol) é um medicamento imaginário recomendado a pessoas que não se mancam. É usado no Brasil, numa forma informal e obviamente com sentido sarcástico. Deriva da expressão se mancar, igualmente um regionalismo do Brasil, com o significado de perceber a inconveniência da sua própria atitude.

Utilização da expressão[editar | editar código-fonte]

Na música[editar | editar código-fonte]

É também o título de uma das letras inéditas do cantor brasileiro Cazuza e da banda Companhia do Calypso. Na letra desta última banda há referência à expressão se mancar e a um dos modos de administração do medicamento, neste caso na forma de chá, quando diz: Vê se te manca...É melhor você tomar...Um chá de simancol.

Em publicidade[editar | editar código-fonte]

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), durante o verão de 2004/2005 lançou uma campanha relacionada como uso racional da água. No âmbito desta campanha, foram lançados spots publicitários em rádios da região, anunciando um produto denominado Simancol'.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]