Simon Vouet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Auto-retrato de Simon Vouet

Simon Vouet (Paris, 9 de janeiro de 1590 — idem, 30 de junho de 1649) foi um pintor barroco francês.

Vida[editar | editar código-fonte]

La Richesse (Louvre)

Seu pai, Laurent, era também pintor e o ensinou nos rudimentos da arte - o irmão de Simon, Aubin Vouet (1595-1641) também foi pintor, enquanto que sua esposa Virginia da Vezzo foi modelo para as Virgens e Madonnas de Simon. Simon começou sua carreira como retratista. Depois viajou para a Inglaterra. Passou longos anos na Itália, de 1613 a 1627. Passou a maior parte de seu tempo em Roma. Também visitou Veneza, Bolonha, Gênova e Nápoles. Estudou todos os grandes artistas de seu tempo: Caravaggio, Paolo Veronese, Guercino e Guido Reni. Tornou-se também presidente da Academia de São Lucas.

Voltou para a França em 1627 e adaptou seu estilo aos grandes temas decorativos de Luis XIII e de Richelieu. Tornou-se o primeiro pintor do Rei. Trabalhou em obras para o Louvre, o Palácio do Luxemburgo e o Château de Saint-Germain-en-Laye. Em 1632, trabalhou para para o Cardeal Richelieu no Palais Royal e no Castelo de Malmaison.

Teve alunos importantes, tais como Philippe de Champaigne, Nicolas Poussin e Charles le Brun, seu aluno mais influente, que organizou todas as pinturas interiores do Palácio de Versalhes. Outros alunos foram Valentin de Boulogne, Pierre Mignard, Eustache Le Sueur, Nicolas Chaperon, Claude Mellan e o artista flamengo Abraham Willaerts. Vouet também foi amigo de Claude Vignon.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Simon Vouet
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.