Simuliidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaSimuliidae
Dip-nem-simuliidae-sp.gif

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Diptera
Subordem: Nematocera
Família: Simuliidae
Subfamílias
Parasimuliinae

Simuliinae

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Simuliidae

Existem atualmente cerca de 1.750 espécies de simulídeos distribuídos em todo o mundo, sendo que 300 são neotropicais e, entre estas, algumas apresentam hábitos antropofílicos, portanto, de importância médica. Denominados popularmente como borrachudos, são insetos diminutos, medindo de 1 a 5mm de comprimento. Antenas formadas por 11 artículos, lembrando um chocalho de cascavel. Corpo robusto, normalmente de cor escura (negro, marrom ou cinza). Possui asas membranosas, com nervuras anteriores fortes. Os simulídeos ocorrem normalmente perto de rios com águas correntes e encachoeirados, pois é neste tipo de ambiente aquático que suas larvas se desenvolvem. Na maioria das especies de simulídeos as fêmeas tem hábito hematófago, necessitando se alimentar de sangue para a maturação dos ovos. Sugando o sangue principalmente na região dos tornozelos nas pessoas, e durante a pastagem sanguínea criam feridas relativamente grandes, tornando fácil a infecção da região. No gênero Simulium estão os vetores das filárias: Onchocerca volvulus e Mansonella ozzardi, agentes da oncocercose e da mansonelose.[1]

Apesar da importância médica de algumas espécies, simulídeos são também espécies chaves na ecologia de ambientes lóticos devido a sua habilidade de filtrar matéria orgânica dissolvida e a tornar disponível na cadeia trófica. Simulídeos são também importantes ferramentas para o biomonitoramento da contaminação em ambientes de água doce, em virtude dos estágios imaturos (larva e pupa) serem sensíveis a poluentes orgânicos e inorgânicos. A família Simuliidae tem particular interesse evolutivo devido a sua morfologia conservativa com extensiva especialização críptica e sua evolução rediculada.[2]

Referências

  1. Neves, D. P. Parasitologia Humana. 11ª ed. 369-371p.
  2. http://blackflies.info/ Taxonomy and Systematic of Simuliidae
Ícone de esboço Este artigo sobre insetos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.