Sinagoga Beth-Yaacov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Orientação:

Sinagoga Beth-Yaacov
Sinagoga Beth-Yaacov
Fachada da sinagoga
Sede: Genebra Suíça
website: http://www.comisra.ch/www/index.php Communauté Israélite de Genève

A Sinagoga Beth-Yaacov - a Casa de Jacob [1] - em Genebra na Suíça, foi no início conhecida como a Grande Sinagoga de Genebra e a primeira sinagoga construída na Suíça. Situada na zona do Plainpalais, começou a ser construída em 1857 segundo os planos de um arquitecto de Zurique de confissão protestante. Em 1989 foi classificado como monumento histórico e em 2009 celebrou os 150 anos de existência.

Os judeus de Carouge[editar | editar código-fonte]

Os Judeus, presentes em Genebra desde a Idade Média, são expulsos a 23 de Dezembro de 1490 vítimas da intolerância partida de Espanha e que reinava na época [2] para só começarem a voltar a partir de 1779, mas para se instalar, não em Genebra, mas sim fora de portas, na região de Carouge sobre dependência sarda. Em 1787 o rei Victor-Amadeu III promulga um decreto que lhes permite o livre exercício do culto, e eles obtêm também a autorização de ter um cemitério próprio em 1788 e construir uma sinagoga no ano seguinte nos terrenos de Pierre-Claude de la Fléchère, [Conde do Veyrier]] e grande promotor de Carouge. Esta sinagoga continua a ser usada até à construção da de Genebra em 1859.[3]

Os judeus de Genebra[editar | editar código-fonte]

Em 1816, Carouge, que entretanto se tinha tornado francesa entre 1792 a 1815, é anexada pela República de Genebra. Os judeus que tinha beneficiada de regalias em Carouge, vêm que estas lhes são retiradas pela nova constituição genebrina, tais como a da cidadania ou da liberdade de culto. Só em 1852 com a Revolução radical de James Fazy é que a Comunidade israelita de Genebra - em termos de instituição - é reconhecida. No entanto, a cidadania só lhes é outorgada a partir de 1857 aquando da autorização, pelo Conselho do Estado. para a construção da sinagoga em Genebra [1] .

Renovações[editar | editar código-fonte]

A sinagoga tem vindo a ser renovada periodicamente não só em razão da sua idade mas também para se adaptar ao aumento da comunidade e da necessidades do momento assim:

  • 1906 - restauração interne e externa do edifício e substituição do órgão
  • 1936 - restauração da fachada sem aspecto em duas cores
  • 1955 - obras para alargamento da porta de entrada e duas escadas exteriores como saídas de socorro
  • 1979 - criação de uma sala para recepções
  • 1996 - restauração de grande importância necessária a um edifício construído em 1857, mas também dar-lhe o aspecto do tempo da construção como seja o da fachada, novamente em duas cores (que havia perdido em 1936) e reaparecimento das cúpulas (que haviam desaparecido em 1955). Durante estes grandes obras, foram descobertos vestígios das antigas fortificações de Genebra.

Referências

  1. a b Sinagoga Beth-Yaacov. archives.tdg.ch. Página visitada em 8 de maio de 2012.[ligação inativa]
  2. Achille Nordmann, "Histoire des Juifs de Genève au Moyen Age", in Revue des études juives, tome 80, Paris, 1925
  3. Jean Plançon, Histoire de la Communauté juive de Carouge et de Genève, volumes 1 et 2, Slatkine, Genève, 2008 et 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]