Sing Sing Sing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

"Sing, Sing, Sing" é uma canção de 1936 escrita por Louis Prima que se tornou um dos hits da época das Big bands e da Swing Era. A música é comumente associada a Benny Goodman, apesar de ser de Louis Prima.

Em 6 de Julho de 1937 "Sing, Sing, Sing" foi gravada em Hollywood com Benny Goodman no clarinete; Harry James, Ziggy Elman, e Chris Griffin no trompete; Red Ballard e Murray McEachern no trombone; Hymie Schertzer e George Koenig no sax alto; Art Rollini e Vido Musso no sax tenor; Jess Stacy no piano; Allan Reuss na guitarra; Harry Goodman no baixo; e Gene Krupa na bateria. A música contou ainda com o arranjo de Jimmy Mundy. Diferentemente da maioria dos arranjos das Big Bands da época, que eram limitados a 3 minutos de música em média para que coubessem em um dos lados do disco padrão de 10-polegadas 78-rpm, a versão de 1937 da banda de Goodman para "Sing, Sing, Sing" era maior, tinha 8 min 43 sec, e ocupava ambos os lados de um disco de 12-polegadas 78-rpm.

Muitos aficcionados consideram a versão tocada por Benny Goodman no famoso concerto do Carnegie Hall em 1938 como sendo a performance definitiva de "Sing, Sing, Sing".

Através das décadas "Sing, Sing, Sing" transformou-se num dos mais visíveis símbolos da Swing Era, sendo ouvida desde comerciais de televisão até bandas marciais.

Uso na cultura popular[editar | editar código-fonte]