Sisimiut

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sisimiut (Holsteinsborg, em dinamarquês)
Centro de Sisimiut, a baía de Kangerluarsunnguaq e o maciço de Palasip Qaqqaa
Centro de Sisimiut, a baía de Kangerluarsunnguaq e o maciço de Palasip Qaqqaa
Coordenadas 66° 56' 20" N 53° 40' 20" O
País  Gronelândia
Município Qeqqata
Fundação 1720
Prefeito Hermann Berthelsen
População  
  Cidade (2010) 5.460
Fuso horário UTC-03 (UTC)
Website: www.sisimiut.gl/

Sisimiut (dinamarquês: Holsteinsborg) é uma cidade no centro-oeste da Groenlândia, situada na costa do Estreito de Davis, cerca de 320 km (200 milhas) ao norte de Nuuk. É o centro administrativo do Município Qeqqata e a segunda maior cidade da Groenlândia, com uma população de 5.460 pessoas em 2010.

O local onde encontra-se a cidade de hoje começou a ser habitado a 4.500 anos atrás. Os primeiros habitantes foram os povos Inuit da cultura Saqqaq, cultura Dorset, e depois o povo Thule, cujos os descendentes formam a maioria da população atual. Artefatos de antigos assentamentos pode ser encontrado em toda a região, favorecidos no passado por sua fauna abundantes, particularmente os mamíferos marinhos, que forneceram subsistência para estes antigos povos caçadores. A população moderna de Sisimiut é uma mistura dos povos inuit e dinamarqueses, que primeiro se instalaram na região na década de 1720, sob a liderança do missionário dinamarquês, Hans Egede.

Hoje, Sisimiut é o maior centro de negócios ao norte da capital Nuuk e é uma das cidades de mais rápido crescimento na Groenlândia. A pesca é a principal indústria em Sisimiut, embora a cidade tenha uma crescente industria de matéria-prima. A KNI e sua subsidiária Pilersuisoq, uma rede estatal de armazéns da Groenlândia, têm sua sede em Sisimiut. Arquitetonicamente, Sisimiut é uma mistura de casas tradicionais, unifamiliares e habitações colectivas, com blocos de apartamentos criados em 1960 durante um período de expansão das cidades da Groenlândia. Sisimiut ainda está em expansão na área ao norte do porto, às margens da baía Kangerluarsunnguaq, reservada para um subúrbio com habitações modernas que serão construídos na década de 2010. Sisimiut possui várias escolas de ensino básico e profissionalizante que proporcionam educação aos moradores da cidade e dos pequenos assentamentos na região. O novo Centro de Cultura Taseralik é o segundo centro cultural a ser estabelecido na Groenlândia, depois de Katuaq em Nuuk.

A cidade tem sua própria linha de ônibus, e é o porto parcialmente livre do gelo mais ao norte do país, uma base de transporte para oeste e noroeste da Groenlândia. Navios de abastecimento saem do porto comercial para pequenos assentamentos em regiões mais remotas do fiorde Uummannaq, do Arquipélago de Upernavik, e para a distante Qaanaaq no norte da Groenlândia. O aeroporto da cidade é servido pela Air Greenland, oferecendo conexões para outras cidades na costa oeste da Gronelândia, e através do aeroporto de Kangerlussuaq, para a Europa.

População[editar | editar código-fonte]

Com 5460 habitantes, Sisimiut é das cidade da Gronelândia com maior crescimento da população. É o único estabelecimento em Qeqqata para além de Kangerlussuaq que a população cresceu demasiado. É a capital do município Qeqqata e a 2ª cidade mais populosa da Gronelândia. Em 1991 tinha 4957 habitantes, tendo 5126 habitantes em 2000 e em 2010 já tinha 5460 habitantes.

Sisimiut population dynamics
População de Sisimiut nas 2 últimas décadas. Fonte: Estatísticas da Gronelândia

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Sisimiut na página oficial da Groenlândia. em inglês

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sisimiut
Ícone de esboço Este artigo sobre a Dinamarca é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.