Sistema Brasileiro do Agronegócio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Sistema Brasileiro do Agronegócio é um grupo que reúne quatro canais de televisão por satélite no Brasil, voltado para o público do agronegócio no país: Canal do Boi, Agro Canal, Novo Canal e Conexão BR. A rede gera conteúdo informativo a mais de 80 milhões telespectadores em território nacional e de fronteira, tornando-se a principal fonte de informações e negócios do homem do campo.

Sintonia[editar | editar código-fonte]

Agro Canal:

  • Analógico: 4190 MHz (Banda C) / 960 MHz (Banda L) - Polarização Vertical
  • Digital: 12416 MHz Frenquência 3993 SR (symbol rate) - Polarização Horizontal


Novo Canal:

  • Analógico: 4050 MHz (Banda C) / 1100 MHz (Banda L) - Polarização Horizontal
  • Digital: 12416 MHz Frenquência 3993 SR (symbol rate) - Polarização Horizontal


Canal do Boi:

  • Analógico: 3870 MHz (Banda C) / 1280 MHz (Banda L) - Horizontal
  • Digital: 12416 MHz Frenquência 3993 SR (symbol rate) - Polarização Horizontal


Conexão BR:

  • Digital: Frenquência 3993 / SR (symbol rate) 12416 / Polarização Horizontal

Números[editar | editar código-fonte]

Em 2009, o SBA gerou cerca de 1,4 bilhões em negócios no campo sendo os leilões um dos principais fatores que contribuíram para esse resultado. 2007 – 1.125 leilões 2008 – 1.295 leilões 2009 – 1.297 leilões

Conteúdo para o homem do campo[editar | editar código-fonte]

Ninguém acredita mais no agronegócio do que a gente. Apesar da tendência de fragmentação crescente da mídia que coloca o brasileiro entre os consumidores com maior propensão a experimentar novos meios, a TV aberta prossegue sendo considerada o grande alicerce do mercado publicitário. Descobrir quais são as combinações mais eficientes das múltiplas plataformas para comunicar é um dos principais desafios e exige conhecimento do público a que se destina. Nesse aspecto, o conteúdo, sua relevância e pertinência passam a ser fatores decisivos e complementares ao plano de mídia. Com conteúdo direcionado, o SBA torna-se um importante aliado para empresas que necessitam comunicar ao milhares de produtores rurais do agronegócio brasileiro por oferecer pouca dispersão de mensagem publicitária, agregar valor ao produto e oferecer abrangência de cobertura.

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

O SBA oferece alta tecnologia itinerante. Equipamentos modernos garantem excelência na qualidade de som e imagem. São quinze unidades móveis de transmissão ao vivo, que viajam 24 estados brasileiros para a cobertura de leilões, feiras agropecuárias, exposições do setor e eventos corporativos do segmento. Unidades fixas estão estrategicamente instaladas em São Paulo-SP (BM&F BOVESPA),Sertãozinho - SP,São José do Rio Preto – SP, Cravinhos – SP, Álvares Machado – SP, Brasília – DF e Pantanal Sul Mato-grossense – MS (Fazendas do Pecuária BR).

Do Brasil para o mundo[editar | editar código-fonte]

Para assistir a programação do SBA, o produtor rural conta com três importantes fontes de transmissão: Antena Parabólica: Principal sistema de transmissão no meio rural, a parabólica oferece cobertura nacional, sem cortes, através de aproximados 20 milhões de antenas parabólicas distribuídas por todo o território nacional e alguns países do MERCOSUL. TV a Cabo: Mais de 70 operadoras associadas à NeoTV em municípios onde a atividade agropecuária é reconhecidamente mais desenvolvida e outras 25 operadoras no Paraguai, recebem diariamente a programação dos canais SBA. Internet: A programação do SBA é transmitida, ao vivo, pela web com qualidade de TV. Isso porque o SBA, utilizando a internet como uma importante ferramenta na transmissão de seu conteúdo informativo, aliou disponibilidade de banda de acesso com modernos conversores de vídeo e servidores de alta qualidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]