Sistema de gerenciamento de transporte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

TMS (Transportation Management System), conhecido como Sistema de Gerenciamento de Transporte ou ainda Sistema de Gestão de Transporte e Logística, é um software para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este sistema permite controlar toda a operação e gestão de transportes de forma integrada. O sistema é desenvolvido em módulos que podem ser adquiridos pelo cliente, consoante as suas necessidades[1] . Este sistema controla os processos de um transportador, abrangendo as áreas comerciais, operacionais, sac, seguros, faturamento, financeira e logística. Um TMS visa ser integrado com um sistema de ERP, desta forma ao emitir um CT-e ou NFS-e, por exemplo, a integração financeira, fiscal e contábil ocorrerá automaticamente.[2]

O sistema tem como finalidade identificar e controlar os custos inerentes a cada operação, sendo importante identificar e medir os custos de cada elemento existente na cadeia de transporte, a qual envolve não só o veículo em si, mas também a gestão dos recursos humanos e materiais, o controle das cargas, os custos de manutenção da frota e índices de discrepâncias nas entregas, bem como as diversas tabelas de fretes existentes (peso, valor, volume) apresentando o modelo que melhor se ajusta. [3]

Algumas funcionalidades de um TMS[editar | editar código-fonte]

  • Manutenção
  • Suprimentos
  • Controle de fretes de terceiros
  • Operação
  • Faturamento do transporte
  • Custos
  • Controle de Manutenção de Frota
  • Controle de Estoque
  • Planejamento
  • Rastreamento
  • Expedição

Vantagens de um TMS[editar | editar código-fonte]

Um TMS permite obter o custo mínimo de operação, pois permite visualizar e controlar todos custos inerentes à gestão de transporte, controlar a qualidade dos serviços realizados interna e externamente ou por terceiros e estabelecer metas de qualidade conforme as necessidades. Também aumenta a disponibilidade da frota, prevendo possíveis problemas que possam ocorrer nas partes mecânica e eléctrica do veículo e informações detalhadas e de fácil acesso que permitem uma rápida tomada de decisão.[4]

Para se ter uma ideia da importância da aplicação do TMS dentro de uma empresa é preciso saber quanto representa o custo do transporte. Numa indústria, o custo do transporte é, em geral, o segundo maior, ficando apenas atrás do custo de produção. Os encargos com o transporte variam entre 1/3 e 2/3 do total dos custos logísticos que englobam abastecimento, movimentação, armazenagem e distribuição. [5]

MARQUES (2002) afirma que a gestão de transportes é parte essencial de um sistema logístico. É a atividade responsável pelos fluxos de matéria prima e produto acabado entre todos os elos da cadeia logística. Utiliza grande número de ativos, que se encontram dispersos geograficamente, o que torna a gestão de transportes ainda mais complexa. A alta complexidade gerencial, intensa utilização de ativos e a gestão sob um grande fluxo físico de produtos torna o transporte a maior conta individual de custos logísticos, que varia entre 1/3 (um terço) e 2/3 (dois terços) do total dos custos logísticos das empresas. Desta forma, um bom gerenciamento de transportes pode garantir melhores margens para a empresa, através de reduções de custos e/ou uso mais racional dos ativos, e um bom nível de serviço para os clientes, através do aumento da disponibilidade de produtos, reduções nos tempos de entrega, entre outros benefícios.[6]

Na gestão de transportes existem decisões a serem tomadas em três níveis na qual podemos citar nível operacional, nível tático e nível estratégico. O TMS visa auxiliar no planejamento, execução, monitoramento e controle das atividades relativas a consolidação de carga, expedição, emissão de documentos, entregas e coletas de produtos, rastreabilidade da frota e de produtos, auditoria de fretes, apoio à negociação, planejamento de rotas e modais, monitoramento de custos e nível de serviço, e planejamento e execução de manutenção da frota.[7]

Conclusão[editar | editar código-fonte]

Um TMS é uma solução para três grandes grupos de empresas:

  • Empresas de transporte (transportadoras, operadores logísticos)
  • Empresas que usam transporte próprio como apoio ao seu negócio
  • Empresas que utilizam transportes de terceiros.

O custo de um TMS varia de acordo com as necessidades da empresa e a sua área de actuação, já que os módulos são independentes. É interessante lembrar que se pode encontrar uma variedade de soluções no mercado, sendo necessário avaliar a real necessidade de determinados recursos disponíveis nos programas de TMS. Um TMS é uma solução que, se for bem implementada, proporciona economias e maior controle dos recursos materiais, humanos e monetários na gestão do transporte, reduzindo, assim, os custos logísticos relacionados com o transporte, o qual representa uma parcela significativa de custos dentro da cadeia logística. É conveniente entender que o TMS pode (e deve) ser integrado a ERP, CRM e outros módulos que otimizam o processo empresarial[8]

SIGLO TMS/WMS - Foi considerado um dos sistemas para gestão de transporte mais inovadores disponíveis no mercado Brasileiro.[editar | editar código-fonte]

Com nas constantes demandas impostas aos operadores logísticos do setor de transporte pelos órgãos de controle fazendário (SEFAZ), com a obrigatoriedade de utilização dos documentos eletrônicos (CT-e, NF-e e NFS-e), tem obrigado as empresas a implantar processos e controles internos com a finalidade de evitar e gerenciar de forma eficiente os riscos gerado por essas obrigações (autuações). Paralelamente, essas melhorias também tem o objetivo de atender a busca constante por ganhos em termos de qualidade, serviço e custos.

Percebendo essas necessidades do setor, a GL2 Sistemas de Curitiba, desenvolveu uma solução de TMS que atende de forma plena esses desafios e muitos outros, dando aos administradores e gestores uma ferramenta indispensável para o controle das operações e a tomada de decisões que certamente resultarão no crescimento da empresa.

Um dos pontos fortes do SIGLO TMS/WMS é o seu módulo de gestão de contratos e negociações. Extremamente flexível e poderoso, permite a gestão plena das tabelas de preços e negociações de frete de forma automatizada.

Sialog pioneira no desenvolvimento de TMS no Brasil[editar | editar código-fonte]

SIALOG (www.sialog.com.br) - Possui o SIALOG CARGO considerado um dos melhores software para transportadoras no mercado nacional (fonte?)

Uma empresa com solidez no mercado, que se adapta facilmente ao perfil do cliente, oferecendo uma ótima relação custo/benefício dos produtos e serviços. Assim é a parceria Sialog e você. Com uma equipe profissional altamente qualificada em áreas, a SiaLog tem a capacidade de adequar soluções. Em seu processo destaca-se a gestão de implantação através de treinamentos e capacitação dos usuários e o pronto atendimento tão elogiado por clientes e parceiros..

Destaque em Tecnolgia[editar | editar código-fonte]

Operando em sistemas de alta performance, 100% on-line em estrutura multi camadas, a Sialog garante excelente ganho de desempenho com baixo investimento em infraestrutura de hardware. A comunicação, totalmente realizada via internet, garante também a rapidez e a contenção de despesas. Baseadas em linguagem Delphi, as ferramentas Sialog permitem utilizar diversos tipos de bancos de dados (Oracle, IBM, MS-SQL Server e Firebird). Isso faz com que as Ferramentas Sialog sejam altamente configuráveis e customizáveis, integrado com a grande maioria dos sistemas presentes no mercado. As soluções podem ser disponibilizadas como serviços SaaS (Software as a Service), software como serviço em nuvem ou na infra estrutura do cliente.

Qual a Vantagem?[editar | editar código-fonte]

Além do menor custo operacional e de implantação, a Sialog proporciona redução de retrabalho com total confiança nas operações realizadas, sejam elas comerciais, financeiras, fiscais ou de controle de frotas. Menos retrabalhos internos, maior produtividade e melhores resultados. As soluções Sialog melhoram a qualidade de serviço da sua empresa, evitando desperdício de tempo e recursos, aumentando proporcionalmente a satisfação e a fidelização de clientes.

MAEIL líder no desenvolvimento de TMS nos PALOP[editar | editar código-fonte]

MAEIL (www.maeil.pt) - Desenvolve a tecnologia Transporter utilizado em vários países na Europa (Portugal, Reino Unido, Holanda, Espanha entre outros) e África (Angola, Cabo Verde e Moçambique), software dedicado a Armadores, Agentes de Navegação, Transitários e Transportadores. É um ERP operacional para gestão de transportes e logística, nas operações destas empresas.

Referências

  1. GASNIER, Daniel; BANZATO, Eduardo - Distribuição inteligente. Guia Log [Em linha]. Ago. (2001). [Consult. 9 Abr. 2008]. http://www.guialog.com.br/ARTIGO216.htm
  2. Gestão Logística de Cadeia de Suprimentos|http://books.google.com.br/books/about/Gest%C3%A3o_Log%C3%ADstica_de_Cadeias_de_Suprime.html
  3. ENTENDENDO o TMS. Revista LOG&MAM [Em linha]. 1 Ago. (2002). [Consult. 12 Abr. 2008]. http://www.alvoinformatica.com.br/index.php?pg=316&id=1
  4. ENTENDENDO o TMS. Revista LOG&MAM [Em linha]. 1 Ago. (2002). [Consult. 12 Abr. 2008]. http://www.alvoinformatica.com.br/index.php?pg=316&id=1
  5. TMS: muito além do tapa buraco. Intelog: inteligência em gestão logística[Em linha]. 17 Jan. (2006). [Consult. 9 Abr. 2008]. http://www.intelog.net/site/imprimir.asp?TroncoID=907492&SecaoID=508074&SubsecaoID=715548&Template=../artigosnoticias/user_exibir.asp&ID=748392 Intelog]
  6. Crepaldi, Anderson de Lima. O processo de personalização de um sistema integrado de gestão de transportes para uma empresa atacadista. http://logisticatotal.com.br/files/monographs/c2d1b928546c163ca32dab08bb1664e3.pdf
  7. SILVA, Renata Amorim da. TMS como ferramenta no Gerenciamento de Transporte. http://www.poslogistica.com/web/TCC/2009-2/tcc-267.pdf
  8. Gestran Gestão de Logística e Transporte http://www.gestran.com.br/