Sitophilus granarius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaSitophilus granarius
Sitophilus.granarius.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Coleoptera
Família: Curculionidae
Género: Sitophilus
Espécie: S. granarius
Nome binomial
Sitophilus granarius
(Linnaeus, 1758[1]

O caruncho-do-trigo, Sitophilus granarius (também conhecido como Curculio granarius, gorgulho ou caruncho de grãos), ocorre no mundo todo e é uma peste conhecida em muitos lugares. Ele pode causar danos significativos em grãos armazenados e pode causar perdas significativas. As fêmeas botam muitos ovos e as larvas comem o núcleo dos grãos.

Identificação[editar | editar código-fonte]

Adultos são cerca de 3-5mm de comprimento com bocais alongados e aparelho bucal de mastigação.[2] Dependendo dos grãos de cereais, os tamanhos variam. Em pequenos grãos, tais como milheto ou do milho sorgo, eles são de tamanho pequeno, mas eles são maiores no milho.[3] Os adultos são de cor marrom-avermelhada sem marcas distintivas. Adultos não são capazes de voar. Larvas são sem pernas, corcundas e brancas com cabeça bronzeada. No estágio de pupa têm focinhos como os adultos.

História Natural[editar | editar código-fonte]

Ciclo de Vida[editar | editar código-fonte]

As fêmeas botam entre 36 e 254 ovos, normalmente um ovo é depositado dentro de cada grão. Todas as fases de larva e pupa ocorrem dentro do grão. As larvas se alimentam do interior do grão até a pupação, após a qual abrem um buraco e emergem. Eles raramente são vistos fora do núcleo. O ciclo de vida leva cerca de 5 semanas no verão, mas pode levar até 20 semanas em temperaturas mais baixas.[4] Os adultos podem viver por até 8 meses depois de sair.

Comportamento[editar | editar código-fonte]

Quando ameaçados ou perturbados, os adultos fingem de morto. As fêmeas podem saber se um grão de cereal teve um ovo posto nela por outro bicudo,[5] elas então evitarão botar um ovo no grão. As fêmeas cavam um orifício, depositam um ovo, e selam o furo com uma secreção gelatinosa. Esta pode ser a forma como outras fêmeas sabem se o grão já tem um ovo nele. Isso garante que o jovem irá sobreviver e produzir uma outra geração. Os pesquisadores estimam que um par de besouros pode produzir até 6000 descendentes por ano.

Impacto Humano[editar | editar código-fonte]

Esses besouros constituem uma praga de vários tipos de grãos e podem pôr seus ovos no trigo, aveia, centeio, arroz, cevada e milho. Causam uma quantidade desconhecida de danos em todo o mundo porque é difícil manter o controle de tanta informação, especialmente em lugares onde as colheitas de grãos não são mensuradas. Eles são difíceis de detectar e, geralmente, todo o grão em uma instalação de armazenamento infestado deve ser destruído. Há muitas maneiras de tentar se livrar do gorgulho do trigo: pesticidas, diferentes métodos de encobrir o odor dos grãos com aromas desagradáveis, e a introdução de outros organismos predadores.[6]

Prevenção e controle[editar | editar código-fonte]

Saneamento e inspeção são a chave de prevenção a infestação. Armazenar grãos em recipientes com tampas apertadas em geladeira ou freezer e compra em pequenas quantidades. Se qualquer suspeita surgir, procurar cuidadosamente nos grãos por insetos adultos ou buracos nos núcleos dos grãos. Outro método é o de mergulhar em água: se os grãos flutuarem, é uma boa indicação da infestação. Mesmo se identificada precocemente, o descarte pode ser a única solução eficaz.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. 'Sitophilus granarius (Linnaeus, 1758) (TSN 188076) (em inglês) . Integrated Taxonomic Information System (www.itis.gov)
  2. http://ohioline.osu.edu/hyg-fact/2000/2088.html
  3. Granary and Rice Weevils. Página visitada em 2009-01-21.
  4. Store Products Pests: Granary Weevil. Página visitada em 2009-01-21.
  5. Woodbury, N. 2008. Infanticide Avoidance by the Granary Weevil, Sitophilus granarius (L.) (Coleoptera: Curculionidae): The Role of Harbourage Markers, Oviposition Markers, and Egg-Plugs. Journal of Insect Behavior, 21: 55-62.
  6. Giacinto, G. S., Antonio, D. C., & Giuseppe, R. 2008. Behavioral responses of adult Sitophilus granarius to individual cereal volatiles. Journal of Chemical Ecology, 34: 523-529.

Links Externos[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Sitophilus granarius
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Sitophilus granarius