Småländska

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Småländska (que em sueco significa língua de Småland) é um termo geral para os dialetos suecos falados na província histórica de Småland, no sul da Suécia. Os dialetos do norte são influenciados principalmente pelos dialetos suecos centrais, enquanto que os dialetos mais ao sul foram mais influenciados por dialetos meridionais, como os de Halland e da Escânia.

Entre as características principais do Småländska meridional está o uso da vibrante uvular [ʀ] (que muitos pronunciam como uma fricativa uvular sonora [ʁ]) no lugar do fonema sueco /r/. Uma isoglossa maior passa através de Småland, em uma linha que vai aproximadamente da fronteira com o Västergötland no oeste, através de Jönköping até a cidade costeira de Mönsterås no oeste, quarenta quilômetros a norte de Kalmar. A isoglossa divide as realizações dorsais de /r/ no sul e a área de transição que usa tanto a realização coronal como a dorsal, incluindo grandes partes de Västergötland, Östergötland, Värmland e Bohuslän. Ao norte dessa área de transição só se usam realizações coronais, como vibrantes múltiplas alveolares [r], vibrantes simples alveolares [ɾ] e fricativas retroflexas sonoras [ʐ].

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Algumas características que distinguem o Småländska do sueco oficial, fora o /r/ mencionado acima, são:

  • Vocalização, no condado de Kronoberg, do /r/ no final de palavras. Por exemplo, mor, normalmente pronunciado [mur], é pronunciado [muə̯], [muo̯] ou [mua̯].
  • Queda do /t/ final: brunnit pronunciado como brunne no condado de Kalmar.
  • O condado de Kronoberg manteve o /n/ no final de husen e solen, mas no condado de Kalmar e de Jönköping, estas palavras se pronunciam como husa e sola.
  • Em Kalmar, os fonemas /ɪ/ e /y/ são mais abertos: /e/ e /ø/.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Elert, Claes-Christian (2000) Allmän och svensk fonetik ISBN 91-1-300939-7
  • Nationalencyklopedin, artigo Småland; seção dialekter