Francisco José de Sousa Soares de Andrea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Soares de Andrea)
Ir para: navegação, pesquisa
Francisco José de Sousa Soares de Andrea
Nascimento 29 de janeiro de 1781
Lisboa
Morte 2 de outubro de 1858 (77 anos)
São José do Norte
Nacionalidade Portugal Português, Brasil brasileiro
Progenitores Mãe: Isabel Narcisa de Santana e Sousa
Pai: José Joaquim Soares de Andrea
Ocupação Militar, político

Francisco José de Sousa Soares de Andrea,[1] primeiro e único barão de Caçapava,[2] (Lisboa, 29 de janeiro de 1781São José do Norte, 2 de outubro de 1858) foi um militar e político luso-brasileiro.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de José Joaquim Soares de Andrea e de Isabel Narcisa de Santana e Sousa.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Entrou como voluntário no exército português em 1796, foi nomeado cadete em 1797.[3] Fez o Curso de Engenharia e Navegação e participou da campanha de 1801 em Portugal.[3]

Instalou-se no Brasil com a família real em 1808. Comandou a brigada de engenheiros no Pará em 1817.[3] Permaneceu no Brasil depois da independência, tendo tomado parte da Guerra Cisplatina, incluindo a batalha de Ituzaingó em 1827.[3]

Após a abdicação de D. Pedro I, tornou-se um importante membro da Sociedade Militar (que pregava a restauração de D. Pedro I ao poder), foi por isso perseguido, preso na Presiganga de Santos em 1833[4] e teve que responder ao conselho militar.[3]

Foi presidente das províncias do Pará, de 9 de abril de 1836 a 7 de abril de 1839, onde combateu a cabanagem; de Santa Catarina, de 17 de agosto de 1839 a 26 de junho de 1840; do Rio Grande do Sul, de 27 de julho a 30 de novembro de 1840, tendo derrotado nos combates de Laguna os farroupilhas liderados por Giuseppe Garibaldi; de Minas Gerais, nomeado em 1843, permanecendo no cargo até 1844; da Bahia, de 22 de novembro de 1844 a 1846, e em 10 de abril de 1848 voltou a ser presidente da província do Rio Grande do Sul, permanecendo no cargo até 6 de março de 1850.

Marechal, foi também responsável pela comissão de demarcação dos limites fronteiriços entre o Império do Brasil e a República Oriental do Uruguai em 1854. Nesta época fundou a localidade de Santa Vitória do Palmar, no sul do Rio Grande do Sul.[3]

Referências

  1. Pela grafia arcaica, Francisco Joze de Souza Soares d'Andrea.
  2. Pela grafia arcaica, barão de Cassapava.
  3. a b c d e f SILVA, Alfredo P.M. Os Generais do Exército Brasileiro, 1822 a 1889. M. Orosco & Co., Rio de Janeiro, 1906, vol. 1, 949 pp.
  4. TRINDADE, Cláudia Moraes. A reforma prisional na Bahia oitocentista. Rev. hist. online. 2008, n.158, pp. 157-198. ISSN 0034-8309.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Eduardo Nogueira
Presidente da província do Pará
1836 — 1839
Sucedido por
Bernardo de Sousa Franco
Precedido por
João Carlos Pardal
Presidente da província de Santa Catarina
1839 — 1840
Sucedido por
Antero José Ferreira de Brito
Precedido por
Saturnino de Sousa e Oliveira Coutinho
Presidente da província do Rio Grande do Sul
1840
Sucedido por
Francisco Alves Machado
Precedido por
Bernardo Jacinto da Veiga
Presidente da província de Minas Gerais
1843 — 1844
Sucedido por
Quintiliano José da Silva
Precedido por
Joaquim José Pinheiro de Vasconcelos
Presidente da província da Bahia
1844 — 1846
Sucedido por
Antônio Inácio de Azevedo
Precedido por
João Capistrano de Miranda e Castro
Presidente da província do Rio Grande do Sul
1848 — 1850
Sucedido por
José Antônio Pimenta Bueno