Sofia da Pomerânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sofia
Rainha-consorte da Dinamarca
Duquesa da Pomerânia
Dronning-Sophie.jpg
Sofia
Governo
Consorte Frederico I da Dinamarca
Vida
Nascimento 1498
Estetino
Morte 13 de Maio de 1568 (70 anos)
Kiel
Filhos João de Holstein
Isabel da Dinamarca
Adolfo de Holstein-Gottorp
Ana da Dinamarca
Doroteia da Dinamarca
Frederico da Dinamarca
Pai Bogislaw X da Pomerânia
Mãe Anna Jagiellon

Sofia da Pomerânia (cerca de 1498 - 13 de maio de 1568), foi uma rainha-consorte da Dinamarca e da Noruega como esposa do rei Frederico I da Dinamarca. É conhecida pelo seu governo independente dos feudos de Lolland e Falster, dos castelos em Kiel e Plön, e de várias aldeias em Holstein durante o seu reinado como rainha-consorte e rainha-viúva.

Família[editar | editar código-fonte]

Sofia era a filha mais velha do duque Bogislaw X da Pomerânia e da princesa Anne Jagellon. Os seus avós paternos eram o duque Eurico II da Pomerânia e a duquesa Sofia da Pomerânia-Stolp. Os seus avós maternos eram o rei Casimiro IV da Polónia e a arquiduquesa Isabel da Áustria.[1]

Casamento e vida na Dinamarca[editar | editar código-fonte]

Após a morte da sua primeira esposa, a marquesa [Ana de Brandemburgo]], em 1514, o príncipe Frederico da Dinamarca casou-se com Sofia. Não se sabe muito sobre a sua personalidade. É conhecida por ter tido grande influência política. Pensasse que fosse religiosa, já que foi ela que escreveu um salmo em alemão intitulado "Gott ist mein Heil, mein Hülf und Tros".

Sofia tornou-se rainha-consorte da Dinamarca e da Noruega quando o seu marido subiu ao trono em 1523. Foi coroada no dia 13 de agosto de 1525. Na sua coroação recebeu os feudos de Lolland e Falster, os castelos de Kiel e Plön e várias aldeias em Holstein que passaram a ser contadas no seu rendimento. Em 1526, Anne Meinstrup foi nomeada dama-de-companhia principal na sua corte. A rainha Sofia não vivia na corte dinamarquesa, mas sim na sua propriedade em Kiel, longe do marido, e cuidada das suas propriedades como feudos independentes, algo que desagradou ao seu marido durante o seu reinado. O conflito continuou durante o reinado do seu enteado e dos seus sucessores até à sua morte.

Em 1533, Sofia ficou viúva e mudou-se para o castelo de Gottorp com os seus filhos para aguardar a nomeação do novo rei. Durante a Guerra do Conde de 1533-36, as suas propriedades foram ocupadas. Em 1538, o novo rei pediu-lhe para deixar Gottorp devido aos custos e a rainha voltou a viver em Kiel. Exigiu o direito de governar sozinha os seus feudos, mas em 1540 foi obrigada a reconhecer a supremacia do rei.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Peerage (em inglês).