Soldados de Salamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Soldados de Salamina
Soldados de Salamina
Autor (es) Javier Cercas
Idioma espanhol
País  Espanha
Linha de tempo da história Final da década de 30
Espaço onde decorre a história Barcelona, Guerra Civil Espanhola
Editora Tusquets
Lançamento 2001
ISBN 8589362361
Cronologia
Último
Último
Relatos Reales
(2000)
Àlbum Galmes
(2002)
Próximo
Próximo

Soldados de Salamina é o nome de um livro escrito por Javier Cercas, e faz alusão à batalha de Salamina, em que a frota ateniense venceu a persa.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Javiér Cercas obteve por esse filme o primeiro Prêmio Salambó de Narrativa, além de muitos outros como o prêmio Crisol, o prêmio Qué leer, prêmio Crítica de Chile, prêmio Ciutat de Barcelona, premio Grinzane Cavour na Itália.

Argumento[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O núcleo central do livro gira em torno da figura de Rafael Sánchez Mazas, escritor e ideólogo da Falange Espanhola e estreito colaborador de José Antonio Primo de Rivera, e em particular o episódio de como escapou de seu fuzilamento. A Guerra Civil Espanhola estava acabando e as tropas nacionais avançavam desde a Catalunha. As tropas republicanas se retiraram, arrasando pontes e vias de comunicação para guarnecer sua retirada. Sánchez Mazas está preso em Barcelona e consegue escapar de um fuzilamento coletivo. Quando saem em sua busca, um soldado o encontra, mas o liberta. Sánchez Mazas se esconde e consegue a ajuda de um grupo. O autor do livro, Javier Cercas, aparece como personagem no livro, vivendo um jornalista que investiga a história para escrever um livro.