Soldados de Salamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Soldados de Salamina
Soldados de Salamina
Autor (es) Javier Cercas
Idioma espanhol
País Flag of Spain.svg Espanha
Linha de tempo da história Final da década de 30
Espaço onde decorre a história Barcelona, Guerra Civil Espanhola
Editora Tusquets
Lançamento 2001
ISBN 8589362361
Cronologia
Último
Último
Relatos Reales
(2000)
Àlbum Galmes
(2002)
Próximo
Próximo

Soldados de Salamina é o nome de um livro escrito por Javier Cercas, e faz alusão à batalha de Salamina, em que a frota ateniense venceu a persa.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Javiér Cercas obteve por esse filme o primeiro Prêmio Salambó de Narrativa, além de muitos outros como o prêmio Crisol, o prêmio Qué leer, prêmio Crítica de Chile, prêmio Ciutat de Barcelona, premio Grinzane Cavour na Itália.

Argumento[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O núcleo central do livro gira em torno da figura de Rafael Sánchez Mazas, escritor e ideólogo da Falange Espanhola e estreito colaborador de José Antonio Primo de Rivera, e em particular o episódio de como escapou de seu fuzilamento. A Guerra Civil Espanhola estava acabando e as tropas nacionais avançavam desde a Catalunha. As tropas republicanas se retiraram, arrasando pontes e vias de comunicação para guarnecer sua retirada. Sánchez Mazas está preso em Barcelona e consegue escapar de um fuzilamento coletivo. Quando saem em sua busca, um soldado o encontra, mas o liberta. Sánchez Mazas se esconde e consegue a ajuda de um grupo. O autor do livro, Javier Cercas, aparece como personagem no livro, vivendo um jornalista que investiga a história para escrever um livro.