Solvente prótico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Em química um solvente prótico é um solvente que carrega uma ligação de hidrogênio entre um oxigênio como um grupo hidroxila ou um nitrogênio como em um grupo amina. Mais genericamente, qualquer solvente molecular o qual contenha H+ dissociável, tal como fluoreto de hidrogênio, é chamado um solvente prótico. As moléculas destes solventes podem doar H+ (prótons). Convensionalmente, solventes apróticos não podem doar ligações de hidrogênio.

Características comuns de solventes próticos:

Exemplos são água, metanol, etanol, ácido fórmico, fluoreto de hidrogênio e amônia.

Solventes apróticos polares são solventes que, assim como solventes próticos, são bons para dissolver íons, mas carecem de hidrogênio ácido. Estes solventes geralmente têm altas constantes dielétricas e altas polaridades.

Exemplos são sulfóxido de dimetila, dimetilformamida, e hexametilfosforotriamida.

Solventes próticos polares são favoráveis para reações de SN1, enquanto solventes apróticos polares são favoráveis para reações de SN2. Independemente dos efeitos do solvente, solventes apróticos polares podem também ser essenciais para reações com uso de bases fortes, tais como reações envolvendo reagentes de Grignard ou n-butil lítio. Se solventes próticos forem usados, o reagente poderá ser consumido por uma reação lateral com o solvente.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Loudon, G. Mark. Organic Chemistry 4th ed. New York: Oxford University Press. 2002. pg 317.
Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.