Some Time in New York City

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Some Time in New York City
Álbum de estúdio de John Lennon e Yoko Ono
Lançamento 12 de junho de 1972 (1972-06-12)
Gênero(s) Rock
Gravadora(s) Apple/EMI
Produção John Lennon, Yoko Ono e Phil Spector
Cronologia de John Lennon e Yoko Ono
Último
Último
Wedding Album
(1969)
Double Fantasy
(1980)
Próximo
Próximo
Cronologia de John Lennon
Último
Último
Imagine
(1971)
Mind Games
(1985)
Próximo
Próximo

Some Time in New York City é o quarto álbum de estúdio (com material ao vivo) de John Lennon e Yoko Ono, sendo também o terceiro trabalho de Lennon após sua saída dos Beatles.[1] [2]

Em setembro de 1971, John e Yoko mudaram-se de Londres para Nova York, foram morar no bairro boêmio de Greenwich Vilagge. Logo foram procurados por ativistas políticos como Jerry Rubin e Abbie Hoffman e começaram a discursar a favor de John Sinclair (poeta preso por porte de maconha), contra rebelião de Attica (onde 39 pessoas foram mortas) e contra a prisão de Angela Davis (do partido comunista americano).

Em janeiro de 1971, a mando do presidente americano Richard Nixon, o FBI abriu um inquérito para investigar a vida de John Lennon com a intenção de achar meios para deportar John dos Estados Unidos.

As gravações do álbum começaram em junho de 1972, o casal Lennon chamou o produtor Phil Spector para ajudá-los. Foram adicionadas ao álbum músicas que John e Yoko gravaram ao vivo. "Cold Turkey" e "Don't Worry Kyoko (Mummy's Only Looking for a Hand in the Snow)" foram gravadas no Lyceum Ballroom em London em 15 de dezembro de 1969, de um show ao vivo para a UNICEF com Eric Clapton, George Harrison e Keith Moon, entre outros. Porém as músicas gravadas junto a Frank Zappa and The Mothers of Invention em Fillmore East em junho de 1971 adiconadas no LP foram deixadas de lado na reedição em cd.

O álbum é o mais politizado de John. A música de abertura é "Woman Is the Nigger of the World", tinha intenção de negar ao sexismo. Mas trouxe uma certa polêmica e foi banida em alguns lugares pelo uso da palavra nigger (negro em português), embora a palavra não tenha um sentido de se referir aos negros afro-americanos.

A música "John Sinclair" era um apelo a liberação do poeta John Sinclair após ser condenado a dez anos de prisão por ter dado dois cigarros de maconha a dois oficiais da polícia. "Sunday Bloody Sunday" e "The Luck of the Irish" eram referentes a Irlanda do Norte. No dia 30 de janeiro de 1972, a polícia matou treze pessoas que participavam de uma passeata católica contra o governo da Irlanda do Norte, o fato ficou conhecido como Domingo Sangrento (Bloody Sunday). Anos mais tarde o grupo U2 faria também uma música com mesmo nome em referência ao fato.

"Angela" em referência a Angela Davis, afro-americana, comunista que fez parte do Partido dos Panteras Negras, foi acusada e condenada por participar do sequestro e assassinato do juiz Harold Haley.

As músicas de Yoko também traziam temas diversos. "Sisters O Sisters" com tema feminista, "Born in a Prison" tratava da falta de um sistema educacional, "We're All Water" para celebrar a cultura. Na verdade, este álbum é visto como o início da autoria de músicas por parte de Yoko Ono.

Pouco tempo após o lançamento do álbum, John e Yoko fizeram dois shows na cidade de Nova York no Madison Square Garden, o que posteriormente seria lançado em álbum chamado Live in New York City.

Em 2005, o álbum foi remixado e relançado sem as faixas gravadas junto a Frank Zappa e com a adição de "Happy Xtmas (War is over)" e "Listen the Snow Is Falling". Ambas as músicas haviam saído em compacto (lado A e B respectivamente) em 1971.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Disco 1[editar | editar código-fonte]

Lado A
  1. "Woman Is the Nigger Of The World" (John Lennon/Yoko Ono) – 5:15
  2. "Sisters O Sisters" (Yoko Ono) – 3:46
  3. "Attica State" (John Lennon/Yoko Ono) – 2:54
  4. "Born In A Prison" (Yoko Ono) – 4:03
  5. "New York City" (John Lennon) – 4:30
Lado B
  1. "Sunday Bloody Sunday" (John Lennon/Yoko Ono) – 5:00
  2. "The Luck Of The Irish" (John Lennon/Yoko Ono) – 2:56
  3. "John Sinclair" (John Lennon) – 3:28
  4. "Angela" (John Lennon/Yoko Ono) – 4:06
  5. "We're All Water" (Yoko Ono) – 7:11

Disco 2[editar | editar código-fonte]

Lado C
  1. "Cold Turkey" (John Lennon) – 8:35
  2. "Don't Worry Kyoko" (Yoko Ono) – 16:01
Lado D
  1. "Well (Baby Please Don't Go)" (Walter Ward) – 4:41
  2. "Listen The Snow Is Falling" (Faixa bônus)
  3. "Happy Xtmas" (Faixa Bônus)

Referências

  1. Some Time in New York City - John Lennon/Yoko Ono Allmusic. Visitado em 15 de dezembro de 2014.
  2. John Lennon: Album Guide | Rolling Stone Music Rollingstone.com. Visitado em 16 de agosto de 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de John Lennon é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.