Sonata para violino (Debussy)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A "Sonata para Violino em Sol menor", L 140, para violino e piano foi composta por Claude Debussy em 1917. Como sua última composição (morrendo em 1918), completou o terceiro trabalho no que fora originalmente concebido como um ciclo de seis sonatas para vários instrumentos (os primeiros dois sendo a Sonata para Violoncelo, L 135, e a Sonata para Flauta, Viola e Harpa, L 137). O trabalho é notável por sua brevidade: uma típica performance dura aproximadamente 13 minutos. A estréia foi em 5 de maio de 1917, a parte de violino foi tocada por Gaston Poulet, com o próprio Debussy ao piano. Foi sua última performance pública.1

Movimentos[editar | editar código-fonte]

O trabalho possui três movimentos:

  1. Allegro vivo
  2. Intermède: Fantasque et léger
  3. Finale: Très animé

Gravações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Janáček, Debussy, Poulenc, Ježek: Violin sonatas. Supraphon CD (SU 3547-2 101). Josef Suk - violino, Jan Panenka - piano.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Nota de capa do CD da Supraphon (SU 3547-2 101)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.