Sonetos Portugueses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cópia iluminada do soneto 30, dos Sonetos Portugueses feita por Phoebe Anna Traquair

Sonetos Portugueses é uma colecção de 44 sonetos de amor escritos por Elizabeth Barrett Browning[1] . Os poemas foram escritos entre 1844 e 1845, no período que antecedeu o seu casamento com Robert Browning em 1846[2] . A colecção foi muito aclamada pela crítica sendo extremamente popular durante a vida da poetisa, popularidade que continua até aos dias de hoje.

Título[editar | editar código-fonte]

Inicialmente Elizabeth estava muito relutante em publicar os poemas, sentindo que eles eram demasiadamente pessoais. No entanto, o seu marido insistia em que eles eram a melhor sequência de sonetos em língua Inglesa desde o tempo de Shakespeare e pressionava a mulher para a sua publicação. De modo a proteger a privacidade do casal, Elizabeth achou melhor publicá-los como traduções de sonetos estrangeiros. Por esse motivo, a colecção foi primeiramente conhecida como “Sonetos Bósnios”, até que Robert sugeriu a Elizabeth que alterasse a proveniência imaginária dos sonetos do Bósnio para o Português, pois ela , para além de ser uma grande admiradora de Camões era afectuosamente tratada por Robert Browning de "Pequena Portuguesa", devido à sua aparência muito morena[3] .

Referências

  1. Barret Browning, Elizabeth. Sonetos Portugueses (em português). Lisboa: Relógio de Água, 1991. 99 pp. 1 vols. ISBN 9727081576.
  2. Sonetos da Portuguesa Cult. Visitado em 8 de novembro de 2012.
  3. Kingma Wall, Jennifer (4 de Maio 2005). Love and Marriage: How Biographical Interpretation affected the Reception of Elizabeth Barrett Browning's "Sonnets from the Portuguese" (html) (em Inglês). Visitado em 8 de Novembro de 2012.